Jovens são capacitados para comunicação popular com apoio da Sepromi

  • Ascom Sepromi

    A comunidade quilombola do Tomba, no município de Paratinga (a 710 km de Salvador), realizou nesta sexta-feira (16), a certificação do projeto “Pelas Bocas do Tomba”, voltado à formação de jovens comunicadores populares. A ação contou com o apoio do edital Novembro Negro 2017, da Secretaria de Promoção da Igualdade Racial (Sepromi). Através da iniciativa foram oferecidos cursos de qualificação para o campo da comunicação, promovendo o protagonismo da juventude negra local.

    As atividades foram desenvolvidas pela Associação de Desenvolvimento Comunitário São Sebastião, a partir de novembro, integrando a programação do emblemático “mês da consciência negra”. Ao final da formação os alunos do projeto elaboraram materiais impressos, a exemplo de catálogos e cartilhas, com foco na divulgação dos resultados e disseminação de mensagens alusivas à promoção da igualdade racial.

    Presente na solenidade de certificação, o coordenador executivo da Sepromi, Cláudio Rodrigues, destacou que a iniciativa promove o empoderamento da juventude quilombola, fortalecendo o poder de organização das comunidades tradicionais. “O objeto do projeto foi atingido com excelência, fortalecendo a comunidade. É mais uma ação apoiada por este importante edital, compondo o calendário de entregas alusivas aos 10 anos de implementação de políticas de promoção da igualdade racial na Bahia”, pontuou Rodrigues. Ele ressaltou, ainda, a prioridade do projeto no atendimento aos beneficiários de baixa renda.

    Também estiveram presentes no ato representantes de diversos setores do município, a exemplo do legislativo e da prefeitura local, autoridades religiosas de diferentes segmentos, comunicadores, educadores, familiares e comunidade.


    • Compartilhe:

    Comentários: