20º
32º
Poss. de Panc. de Chuva a Tarde

Prefeitura realiza Seminário de Educação Especial

  • Foto: Jackeline Bispo

    Jackeline Bispo

    O Seminário de Educação Especial numa Perspectiva Inclusiva promovido pela primeira vez em São Desidério pela prefeitura por meio da Secretaria de Educação (SEDUC) reuniu familiares, profissionais do setor e as crianças com necessidades especais assistidas pelo Núcleo de Atendimento Educacional Especializado (NAE) do município.

    Realizado no Centro Cultural na manhã de hoje, 01, o evento objetivou divulgar as práticas de educação especial, debater a inclusão e as ações do Núcleo de Atendimento Especializado (NAE) e avaliar os trabalhos desenvolvidos este ano. “Obtivemos avanços importantes como a elaboração do Plano Político Pedagógico que norteia todas as ações e foi por meio deste plano que realizamos também a formação para cuidadores de crianças com deficiência para melhorar o processo inclusivo das crianças com deficiência atendidas pelas escolas púbicas”, informou a coordenadora pedagógica do NAE, Kalyana Rodrigues.

    Durante o seminário 35 pessoas receberam o certificado de formação, entre elas a mãe e cuidadora Adélia Barreto da localidade de Penedo, ela fala sobre os desafios e a necessidade de dedicação ao trabalho. “Tenho uma filha deficiente e sempre me preocupei muito com o aprendizado dela, são muitas as dificuldades. Como mãe tenho a obrigação de cuidar dela e como profissional, a capacitação deu condição de atender a minha filha e também auxiliar outras pessoas, foi muito importante para nós”, ressalta.

    Em 2010 o então Atendimento Educacional Especializado (AEE) coordenado pela precursora dos trabalhos do setor, Cristiane Dias, registrava 26 alunos da sede e zona rural do município, atualmente, 85 alunos participam regularmente do NAE. “Eu fico muito feliz em ver que este trabalho está dando tantos frutos e ajudando essas famílias, é bom saber que a comunidade está despertando para os direitos das pessoas com deficiência, muitos duvidavam da capacidade de aprendizado dessas crianças, mas para cada tipo de deficiência há uma forma de ensino, por isso é tão importante que os profissionais estejam preparados para ensinar”, alerta e comemora Cristiane.

    Para a secretária de educação, Iléia Almeida, muito ainda precisa ser feito para efetivar os trabalhos e atender mais pessoas deficientes. “Nossa equipe é muito comprometida, além dos avanços deste ano, estamos lutando para melhorar as condições do NAE, em 2018 trabalharemos o tema na Jornada Pedagógica, pois a unidade não substitui o atendimento desses alunos nas escolas e também teremos um novo espaço físico para o Núcleo, todo o esforço será feito para que essas crianças e jovens tenham uma educação especializada de qualidade”, informa Iléia.

    O evento contou com uma apresentação musical coreografada pelos alunos atendidos no NAE e teve como palestrante a psicóloga Emmila Carvalho que falou sobre o tema ‘Entendendo o Atendimento Educacional Especializado: pela efetivação da inclusão escolar’.


    • Compartilhe:

    Comentários: