20º
32º
Parcialmente Nublado

População comemora os avanços na oferta dos serviços de saúde em São Desidério

  • Jackeline Bispo

    Cuidar da saúde é uma prioridade para a atual gestão de São Desidério. A população carente da cidade não tinha serviços básicos no setor e sofria com a falta de profissionais especializados. Para realizar uma consulta com cardiologista, por exemplo, era preciso procurar atendimento particular, hoje a realidade é diferente. “Muita coisa já mudou, antigamente fazíamos tudo particular e agora em pouco tempo consultei com o clínico, fiz um procedimento cirúrgico que estava esperando há tempos, fiz o eletro que o médico solicitou e já vou mostrar esse exame ao cardiologista, considero que hoje o serviço aqui no hospital é excelente”, diz o morador de Sítio Grande, Javan Sampaio, 68 anos.

    Além do cardiologista, profissionais especialistas em várias áreas da saúde foram contratados pelo poder público municipal para atender no Hospital e Maternidade Nossa Senhora Aparecida, garantindo a integralidade da atenção para resolução dos problemas de saúde da população. Além do Clínico Geral, atualmente a população conta com atendimento do Angiologista, Cardiologista, Endocrinologista, Fonoaudiólogo, Gastroenterologista, Ginecologista, Obstetra, Ortopedista, Pediatra, Proctologista, Reumatologista, Urologista, Cirurgião Vascular e Cirurgião Geral.

    “Hoje no Hospital funcionam todos esses serviços e contamos também com anestesistas para cirurgias, realizamos ultrassonografias diversas e endoscopia. Para os recém-nascidos é feito os testes da orelhinha e linguinha”, informa o diretor clínico do Hospital, Rafael Baptista da Silva.

    A previsão é que no mês de abril iniciem os exames ambulatoriais de Dermatologia, Mastologia e Otorrinolaringologia. Rafael frisa que as consultas realizadas com os médicos especialistas são feitas por meio de marcação prévia com encaminhamento do médico clínico geral. “Após a consulta com o clínico geral nas Unidades de Saúde da Família de abrangência da área em que reside o usuário, ele deverá procurar a Central de Marcação e agendar o atendimento com o médico especialista ao qual necessita”, completa.

    A professora Rosangela Linhares fala que ficou mais fácil e cômodo ter o atendimento especializado na própria cidade. “Sinto muitas dores nas pernas e depois de consultar com o clínico geral ele indicou uma consulta com o angiologista, fiz a marcação e já fui atendida, agora ficou mais fácil, além da questão financeira, não precisamos gastar o tempo indo até Barreiras, não perdi um dia de trabalho”, comemora Rosangela.

    Partos realizados no município – Desde janeiro, 72 partos foram realizados no Hospital e Maternidade Nossa Senhora Aparecida, sendo 50 partos normais e 22 cesarianas. “Um desses partos foi considerado de alto risco, graças ao atual quadro de profissionais pudemos realizar, com segurança, esse parto aqui”, revela o diretor administrativo do Hospital Adriano José ao assegurar que gestantes e bebês têm atendimento adequado e com qualidade e não é preciso enviá-las para o Hospital do Oeste, exceto em casos que há necessidade da UTI Neonatal.

    Para melhorar ainda mais o sistema de saúde pública de São Desidério, está em fase de elaboração o projeto estrutural para ampliação do Hospital e Maternidade Nossa Senhora Aparecida. A previsão é que ainda este ano as obras tenham início. “A saúde é um bem precioso e necessário, a nossa população sofria e clamava por uma saúde digna e humanizada, por isso estamos trabalhando arduamente no intuito de garantir à população, em especial os mais carentes, serviço especializado e de qualidade. Em breve iniciaremos os investimentos estruturais no Hospital para assegurar melhores condições de atendimento”, disse o secretário de saúde, José Barbosa.

    “Estamos obtendo avanços significativos na saúde e isto quem comprova é o cidadão que necessita dos serviços. Trabalhar com a saúde requer muitos esforços e compromisso, é um setor muito importante na nossa gestão, é tratada com prioridade, pois, cuida de vidas e precisa ser olhada com muita atenção e seriedade.  Quando assumimos a prefeitura, faltavam médicos constantemente e medicamentos, mas hoje muita coisa mudou. É meta deste governo propiciar à população condições dignas e humanas nos serviços da saúde pública, nosso esforço em investir nos profissionais é válido quando percebemos que as pessoas encontram o atendimento que precisam, pois não queremos ver um morador de São Desidério sofrendo para buscar no sistema particular ou em outras cidades aquilo que é um direito seu e dever do governo em oferecer”, completa o prefeito, Zé Carlos.


    • Compartilhe:

    Comentários: