Bahia Farm Show abre os portões com perspectivas de bons negócios

Maior feira agropecuária do Norte e Nordeste já começou e segue até o dia 09 de junho em Luís Eduardo Magalhães, no Oeste da Bahia

FOTO CHEILLA GOBI

Cheilla Gobi DRT 4871/BA

Com expectativa de ultrapassar a marca de R$ 1,5 bilhão em volume de negócios, atingida em de 2017, e atrair um grande número de visitantes, a maior feira agropecuária do Norte e Nordeste, a Bahia Farm Show abriu seus portões nesta terça-feira (05) e segue até o dia 09 de junho, em Luís Eduardo Magalhães, no Oeste da Bahia. Uma conjuntura favorável diante da boa safra agrícola e o maior aporte de crédito do Plano Safra influenciam a expectativas de bons negócios nesta 14ª edição. A cerimônia de abertura foi marcada pelo anúncio, por parte do governador Rui Costa, da criação de uma delegacia especializada na investigação de roubos a propriedades rurais, com sede em Luís Eduardo Magalhães.

PRESIDENTE DA FEIRA CELESTINO ZANELLA | FOTO CHEILLA GOBI

Ao declarar aberta a maior feira de tecnologia agrícola de norte e nordeste, o presidente da Associação de Agricultores e Irrigantes da Bahia (Aiba), Celestino Zanella, que também preside a feira, citou alguns números da Bahia Farm Show. “Esse ano contamos com 24 palestras e workshops, a ocupação é de cerca de 250 estandes, com 190 na área externa e 60 na área coberta. Isso representa um universo de 900 marcas expostas, entre empresas de produção de sementes, defensivos, fertilizantes, insumos, máquinas, aviação, sistemas de irrigação e outros produtos agrícolas”.

Para Rui Costa, a Bahia Farm Show representa o pioneirismo e o espírito de liderança das entidades dos produtores da região oeste, que também são responsáveis por 50% do valor de exportações da Bahia, gerando emprego, renda e desenvolvimento para todo o estado.

 

GOVERNADOR RUI COSTA | FOTO CHEILLA GOBI

“Nosso sonho é alavancar o setor produtivo para o beneficiamento da produção na própria região”, afirma o governador, que citou também a assinatura da ordem de serviço do Anel da Soja.

O evento considerado um dos mais importantes do Brasil, movimenta, desde 2014, mais de R$ 1 bilhão em negócios e tem o intuito de oferecer para produtores do Maranhão, Tocantins, Piauí e Bahia (Matopiba) inovações tecnológicas em maquinários, insumos, sementes e softwares, com juros reduzidos e crédito facilitado.

Neste ano, além da movimentação financeira, o evento também amplia sua visibilidade, com a conquista ainda maior de expositores e participantes internacionais, processo iniciado no ano passado e que continua a ganhar força. Esta edição, conta com a participação de expositores dos Estados Unidos, Alemanha e Argentina. Até o próximo sábado devem circular pelo parque mais de 70 mil pessoas entre pesquisadores, estudantes, expositores e público em geral.

FOTO CHEILLA GOBI

De um lado, empresas dos setores de máquinas e implementos agrícolas, consultores e técnicos, ansiosos por mostrarem as principais inovações do mercado. Do outro, pequenos, médios e grandes agricultores em busca de melhorar o desempenho no plantio, colheita, e consequentemente, uma maior produtividade no campo.  Tudo isso, regado a créditos e juros facilitados pelas instituições financeiras públicas e privadas presentes nos cinco dias de evento.

Homenageado

Júlio Cézar Busato foi o homenageado dessa edição | FOTO Cheilla Gobi

A cada edição, a organização da Bahia Farm Show homenageia um agricultor, pelos serviços prestados ao desenvolvimento da agricultura na região oeste. Desta vez, Júlio Cézar Busato, que já presidiu a Aiba e atualmente comanda a Associação Baiana de Produtores de Algodão (Abapa), recebeu as honrarias.

“Ninguém faz nada sozinho, as conquistas que tivemos nesse período à frente da Aiba foram méritos de um time. Nesse tempo, conseguimos uma maior união entre as associações e os sindicatos. Convocamos os associados, pedimos para eles participarem mais, e fomos atendidos. O trabalho de articulação aproximou o agricultor do governo do Estado, da prefeitura e do Ministério da Agricultura em Brasília. O grande mérito da equipe foi unir todos os interessados em torno dos mesmos objetivos, por meio da liderança e do diálogo”, destacou.

Foto Cheilla Gobi


Compartilhe:

Comentários: