Comunicação, uma ferramenta fundamental para o sucesso de uma gestão

  • Jornalista Jayme Modesto

     

    Uma das principais preocupações da maioria dos gestores municipais é como melhorar a imagem de sua gestão e dar visibilidade as suas ações. A exigência da aplicação de mudanças estratégicas demonstra constantemente a importância do papel da comunicação na gestão municipal. Neste contexto, as organizações públicas de nossa região precisam evoluir, pois os resultados indicam que o processo de comunicação em grande parte dos órgãos municipais encontra-se deficitário, requerendo atenção.

    No momento, a comunicação é uma importante ferramenta de divulgação das ações dos agentes públicos e com ela está a responsabilidade de apresentar informações de utilidade pública que façam a função de prestação de contas.

    Através da comunicação na gestão pública, a população pode tomar ciência de ações em várias áreas da administração, por exemplo, o emprego dos recursos públicos, a divulgação de políticas públicas, planejamento estratégico governamental, transparência e responsabilidade fiscal.

    O nosso proposito como agentes de comunicação é buscar preparar os gestores, ou seja, os secretários municipais e o próprio prefeito, a fim de utilizarem a imprensa a favor dos interesses públicos e da gestão para cumprirem de forma eficiente o papel de informar a população de maneira inclusiva aos interesses político-econômico-sociais, não simplesmente limitando à promoção pessoal dos cargos eletivos. No entanto, Tanto gestores, como também administradores de modo geral, precisam entender que a comunicação tem um papel importantíssimo para o desenvolvimento de qualquer organização. Grandes marcas existem e mantém-se no mercado, devido às ações de comunicação realizadas constantemente para os seus principais públicos. Os gestores que conhecerem mais detalhadamente os processos comunicacionais terão facilidade de enfrentar problemas e deixarão para trás a ideia de que a comunicação é custo e não um investimento.

    A Comunicação ainda vem tentando conquistar espaços e, por trabalhar com aspectos intangíveis, difíceis de serem mensurados quantitativamente, sofre discriminação e algumas vezes até críticas. Em nossa região um grande número de gestores ainda demonstra total desconhecimento da importância dessa área. No entanto, pesquisas têm demonstrado o diferencial que a comunicação oferece a qualquer gestão pública ou empresa no contexto administrativo, embora muitas organizações, ainda na prática, insistem a ignorar completamente. É fato também, que o alto índice de empresas que não conseguem resistir à competitividade está relacionado diretamente com problemas comunicacionais.


    A comunicação pode e deve ser utilizada para melhorar a imagem da gestão e do gestor ou de uma marca junto ao público em geral, estreitar o contato com a imprensa, se aproximar da sociedade por meios dos canais de relacionamento, e prestar contas à sociedade sobre os investimentos dos recursos recebidos pela organização.

    Outro fator importante é a necessidade da elaboração de um orçamento para as ações comunicacionais, independente, de essas ações serem feitas internamente na organização, ou por empresas fornecedoras, as atividades de comunicação geram despesas, e é importante que a organização avalie os recursos disponíveis para colocar um plano de comunicação em prática.

    A execução de um plano de comunicação exige profissionais gabaritados, competentes, comprometidos com os objetivos propostos, com uma atuação multidisciplinar, capaz de enfrentar os imprevistos com jogo de cintura e inteligência.

    O objetivo de um plano de comunicação é rever e, quando necessário, redimensionar ações, políticas e estratégias com a visão e missão da gestão, visando o posicionamento da imagem perante os públicos interno e externo. O plano de comunicação ajuda no processo de avaliação de resultados, tornando possível analisar o que foi gasto e que resultados foram alcançados, orientando decisões futuras sobre a comunicação da organização.

    Embora ainda não haja total consciência, é imprescindível para as gestões e empresas que desejam projetar e prosperar, manter um trabalho constante de comunicação institucional e de marketing. A nós profissionais de comunicação, cabe não permitir que os gestores das demais áreas, criem um alto grau de expectativas quanto às mudanças, com as ações de comunicação, afinal os resultados gerados por essa ações levam algum tempo para serem mensurados.

    Quero ressaltar que não se trata, no entanto, de propor uma modificação radical na mentalidade dos gestores, mas fazer com que haja reconhecimento do valor da comunicação nas instituições, pois quando bem planejada, auxilia e promove o desenvolvimento organizacional, e fortalece a imagem do gestor positivamente no cenário em que atua.

    O ano de 2019 está apenas começando, ainda é tempo de fazer um planejamento anual e repensar como tornar pública, as suas ações, da sua gestão ou empresa.


    • Compartilhe:

    Comentários: