Muitos desafios até a maioridade

jaime-1

Jornalista, Jayme Modesto

20 de outubro de 2015. Esta é uma data muito especial para o Jornal Gazeta do Oeste, que comemora seus 20 anos de fundação e entra no 21º ano de circulação ininterrupta. Vale explicar essa diferença, porque os periódicos já começam sua contagem de tempo, desde a primeira edição, fazendo referência ao ano 1. Chegamos ao vigésimo aniversário com a mesma convicção democrática do princípio. Essa persuasão e a determinação de manter a luta pelos legítimos interesses da sociedade oestina e baiana.

Neste ano em que o Jornal Gazeta do Oeste comemora 20 anos de trabalho, registrando cada momento, estando presente, entrevistando, ouvindo versões e contanto a história da região, todos os dias, com chuva, sol, aos sábados, domingos e feriados, enfrentando dias e noites para fazer chegar a notícia em todos os municípios do Oeste baiano e, assim cumprir nossa missão. Nesta caminhada muitos percalços, muitos desafios, muitas perdas e muitas conquistas importantes, não somente para nós que atuamos, mas para toda a região.

Temos a convicção que não nascemos perfeitos, que não somos perfeitos, mas que é nosso dever, buscar sempre, o melhor possível, pois somos seres e empreendimento em constante construção.
Uma das grandes preocupações do Jornal Gazeta do Oeste tem sido informar a população com o máximo de fidelidade os acontecimentos, na busca da credibilidade. Outra característica tem sido a defesa dos interesses da população local, cobrando e reivindicando melhorias na prestação dos serviços e na qualidade de vidas das pessoas que aqui vivem.

Esta é uma data muito especial sim, porque se trata da concretização de um sonho que se iniciou há duas décadas. Sempre desenvolvido com muito trabalho, o Gazeta do Oeste nos levou a conhecer, entender, presenciar e fazer parte da história de toda uma região, onde foram materializados momentos de felicidade e também de descontentamento, luta e concretizações, onde pensamentos e opiniões de muitas pessoas foram transmitidos. Muitos nem imaginam como funciona o jornal, mas a nossa presença nos municípios, nos protestos, nos eventos e festas, nas reuniões políticas e nos eventos esportivos, nas situações mais embaraçosas e nas mais alegres, fez com que muitos admirassem nosso trabalho e faz com que admirem ainda hoje.

O maior presente que alguém pode ganhar e nunca comprar, é o reconhecimento das pessoas, sua admiração. E só conseguimos despertar estes sentimentos em algumas pessoas, porque sempre procuramos fazer nosso trabalho cada dia melhor, superando desafios a todos os momentos e este reconhecimento, veio com dez premiações ao longo desses anos, destas, três com o Troféu Soja de Ouro. Nós, enquanto responsáveis pela feitura desse jornal, estamos dispostos a continuar a luta, para que o jornal não venha a sucumbir diante das dificuldades momentâneas, mantendo o compromisso de defender os princípios democráticos e a moralidade administrativa em todas as esferas do poder.

Assumimos responsabilidades que muitas vezes nos afastam de nosso convívio até mesmo familiar, justamente por entender a importância de participar e noticiar os mais diversos acontecimentos que tem relevância para toda a região. Tudo o que fazemos é para que nossos leitores possam acompanhar o andamento de ações nos municípios da região Oeste da Bahia. Por isso, dedicamos nosso trabalho a todos os nossos leitores, a nossa equipe de colaboradores e a todos que sempre estiveram ao nosso lado, como parceiros comerciais, que com o tempo também passaram a serem nossos amigos. Amigos porque são pessoas em quem podemos confiar, porque também somos confiáveis. Muito obrigado por estarem conosco, apoiando e admirando o trabalho da equipe do Jornal Gazeta do Oeste!


Compartilhe:

Comentários: