Evolução e importância do teste de software no desenvolvimento moderno

O desenvolvimento de software é uma grande parte da estrutura social dos dias atuais. E isso só tem se qualificado de modo sustentável porque, por trás de cada produto, existe um trabalho de teste de software.

Ou seja: após um curso de teste de software, os profissionais do setor têm como responsabilidade principal a garantia de que os produtos desenvolvidos atendam às especificações desejadas e funcionem corretamente.

Se você tem interesse em descobrir como funciona o trabalho de um analista de testes, siga com esta leitura e aprenda tudo sobre a evolução da profissão — desde os testes manuais aos testes funcionais e testes unitários, passando pelo presente momento do teste automatizado — e avalie, em detalhes, o que faz um testador de software. Boa leitura!

A evolução do teste de software: uma visão geral

A história do teste de software foi estruturada junto com a evolução da engenharia de produtos digitais. Isso porque, a necessidade de testar e experimentar sempre existiu para entregar soluções confiáveis.

A diferença é que, ao longo do tempo, houve mais necessidade de especialização. Com um curso de teste de software, por exemplo, o mercado passou a acompanhar a complexidade dos sistemas e a dependência das organizações em relação a softwares mais completos.

Não à toa, a área de QA está em alta porque outras tecnologias passaram a fazer parte do desenvolvimento de produtos digitais — a inteligência artificial e o machine learning são bons exemplos de ferramentas de teste de software, inclusive.

E se você já pensou em fazer um curso na área, no final deste texto temos um convite imperdível para você.

Métodos de testes manuais

Os testes manuais são aqueles realizados por seres humanos, sem o uso de ferramentas de automação, e em que os profissionais de teste de software executam manualmente os casos de teste, observam os resultados e relatam quaisquer problemas encontrados.

Quem conclui um curso nesse campo tem tudo para usar seus conhecimentos e,com isso, garantir que o software funcione conforme o esperado em condições reais de uso.

Avanço dos testes automatizados

O teste de software evoluiu com o tempo. E o que isso significa? O trabalho realizado por máquinas, essencialmente. Na prática, a automação de testes envolve o uso de ferramentas e scripts para executar experimentos de maneira autônoma — sem intervenção —, o que traz mais eficiência e velocidade ao trabalho.

Com boas ferramentas de teste de software, a automação garante que os processos sejam executados de modo uniforme, algo que ajuda a eliminar o risco de erro humano e garante resultados consistentes para quem trabalha com teste de software.

Diferentes tipos de testes de software

Já se perguntou quais são os métodos mais aplicados na área de teste de software?

Se você tem interesse em um curso nesse setor, vale conhecer alguns e compreender melhor os diferenciais do trabalho em teste de software.

É o caso dos testes unitários, primeiramente, que verificam a funcionalidade de unidades individuais de código, como funções ou métodos, de forma isolada.

Eles são aplicados para assegurar que cada parte do software funcione corretamente.

Também existem os testes funcionais, que avaliam o comportamento do sistema em relação aos requisitos especificados. Assim, é possível validar as funcionalidades do sistema.

Daí, já deve ter dado para entender a importância de um teste automatizado hoje em dia, certo? Com um trabalho orientado pelo desenvolvimento de novas tecnologias, o processo de qualidade fica ainda mais fácil, eficiente e com resultados continuamente melhores.

O profissional de QA no desenvolvimento de software

O analist de QA, ou testador de software (ou analista de testes), visa fortalecer a confiança em um software de alta qualidade — paraa isso, eles têm que funcionar como o esperado.

Suas responsabilidades incluem o planejamento de testes, a criação e a execução de casos de teste, a produção de relatórios de bugs (problemas encontrados durante os testes) e a validação e verificação dos critérios de aceitação do software.

Agora que você já sabe, então, o que faz um testador de software, conheça as principais habilidades e competências para esse tipo de profissional prosperar no mercado:

  • Conhecimento técnico com linguagens de programação e ferramentas de automação de testes;
  • Pensamento analítico;
  • Atenção aos detalhes;
  • Comunicação eficaz;
  • Adaptabilidade e aprendizado contínuo;
  • Orientação para qualidade.

Conheça o curso de teste de software da TripleTen

Isso tudo que vimos até aqui sobre o analista de testes pode ser trabalhado por meio de um curso de qualidade. E, para isso, o curso de teste de software da TripleTen é a solução ideal para você!

Afinal, os bootcamps da empresa garantem que, em menos de um ano, você aprenda o trabalho de teste de software — inclusive, passando pelos principais tipos de testes de software — para buscar as melhores oportunidades profissionais.

A TripleTen já formou mais de 5 mil alunos graduados no mundo por meio da sua metodologia de experiências imersivas de acordo com as demandas do mercado de trabalho e dentro da sua plataforma on-line própria.

Ou seja: você pode fazer o curso, formar-se em 3 meses e começar essa nova etapa da sua jornada com 30% de desconto na matrícula do curso!

Para isso, você só tem que usar o cupom FUTUROBR30 e começar já na próxima turma o curso de teste de software com a TripleTen Brasil!


Compartilhe:

Comentários: