Aprovada importação de defensivos agrícolas para combater a lagarta helicoperva

Ascom

Mais uma batalha vencida pelos agricultores do País. Por intermédio do deputado federal Oziel Oliveira (PDT-BA), que negociou pessoalmente com vários ministérios do Governo Federal, a inclusão ao texto da Medida Provisória 619/13, de uma emenda que permite o Executivo, através do Ministério da Agricultura, declarar estado de emergência no campo, ou seja, no caso de iminente risco de praga ou surto já existente. Nesse caso, já fica autorizado a importação do defensivo agrícola que combate a lagarta helicoverpa nas lavouras de algodão, soja, milho, além de outras culturas. O texto da MP foi aprovado pelo plenário da Câmara dos Deputados na noite desta quarta-feira (25).

Para o parlamentar, que é membro da Comissão Mista que analisou a MP e integrante da Frente Parlamentar da Agropecuária, a importação dos defensivos irá minimizar os prejuízos dos agricultores brasileiros. “Hoje é um dia de vitória para o setor que é responsável por um terço do PIB do Brasil. No oeste da Bahia, os prejuízos no campo passam de R$ 1,5 bilhão, no Brasil esse valor ultrapassa mais de 10 bilhões de reais. Quero agradecer o ministro da Agricultura, Antônio Andrade e da ministra Gleisi Hoffmann, que foram ágeis na solução do problema que afeta milhares de agricultores no País. Quero parabenizar a Abrapa, Abapa, Aprosoja e a Aiba, juntos conseguimos vencer mais essa batalha. Quero agradecer ainda todos os colegas da Frente Parlamentar da Agropecuária, pois esse tem sempre esteve na pauta das nossas reuniões”, comemorou Oziel Oliveira.

A MP 619 que foi encaminhada ao Congresso em junho, estabelece ações para ampliar a capacidade de armazenagem de grãos no País, no âmbito do Plano Safra 2013/2014, institui o Programa Cisternas e também trata de prazos do penhor rural, contratos de financiamento do Fundo de Terras e da Reforma Agrária.

A Medida Provisória ainda precisa ser analisada pelo Senado Federal.

 


Compartilhe:

Comentários: