Barreiras sediou Oficina de Economia e Cidades Criativas

Texto: Cheilla Gobi

Reportagem e fotos: Jayme Modesto

A Oficina Sebrae de Economia Criativa e Cidades Criativas, voltada para prefeitos da região, equipes de governo, instituições e profissionais engajados em estratégias para o desenvolvimento da cidade, aconteceu no dia 11 de março, em Barreiras, oeste da Bahia. Além de reunir autoridades políticas, o evento contou também com a presença de representantes da sociedade civil. 

O objetivo da oficina foi promover o diálogo sobre a importância da valorização das culturas locais, esclarecendo aspectos do conceito de Economia Criativa e o impacto econômico gerado nos municípios, além de despertar o interesse do governo e demais instituições para iniciativas de empreendedorismo criativo por meio de políticas públicas. O evento encerrou um ciclo de dez oficinas realizadas em diferentes cidades da Bahia.

A Oficina foi ministrada pela consultora Ana Carla Fonseca, considerada a maior especialista brasileira em Cidades Criativas. Economista, administradora pública e única doutora em Urbanismo com tese no assunto. De acordo com informações do Sebrae, ela já palestrou em 24 países e é consultora da Organização das Nações Unidas (ONU), tendo nove livros publicados.

Os prefeitos eleitos e reeleitos da região oeste, que já estão traçando metas para cumprir seus planos de governo, têm mais este tema estimulante e desafiador sobre a economia criativa para refletir.

O prefeito de Buritirama, Arival Viana fez questão de participar da oficina, acompanhado pela esposa que também é a secretária de Ação social do município. Arival falou a importância da economia produtiva. “Realmente devemos entender o significado da economia criativa e fazermos com que nossa cidade seja criativa, pois além de gerar renda, emprego, contribui com a ampliação para os municípios. Precisamos contribuir com o desenvolvimento cultural, social e econômico”, afirmou Arival.

Segundo o coordenador Regional do Sebrae em Barreiras, Emerson Cardoso, é fundamental a participação, envolvimento e conhecimento dos prefeitos municipais nesta temática.

Na oficina foi empreendido um novo caminho para a gestão pública municipal e territorial, propondo com inovação mais geração de riqueza, qualidade de vida, ocupação e renda, conforme Emerson.


Compartilhe:

Comentários: