Barreiras: Sindicatos realizam manifestação e ameaçam greve

Na manhã desta quarta-feira (12), o Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Barreiras – SINDSEMB, APLB Sindicato, e o Sindicato dos Professores, Professoras e Especialista em Educação do Município de Barreiras – SINPROFE, realizaram movimento de paralisação e saíram em passeata pelas principais ruas e avenidas de Barreiras proferindo palavras de ordem e informando à população o porquê do movimento.

Segundo os diretores das entidades envolvidas no movimento, o objetivo da mobilização é buscar com que a atual gestão solucione pendências relacionadas à data base, vale transporte, progressão vertical e repasse da educação. Até o momento o único sinal dado pela gestão é de que formará uma comissão para participar das rodadas de negociações. 

A comissão interina do SINDSEMB declarou que há seis meses vem tentando sem sucesso obter do governo municipal a solução para suas reivindicações. As reuniões com o chefe de gabinete e com alguns secretários de governo, para tratar do tema não passaram de simples conversas amistosas. 

Os servidores estão indignados com a forma que as gestões durante esses anos vêm tratando os trabalhadores e afirmam que marchará até o final para fazer valer os seus direitos.

A caminhada terminou por volta das 10h30 com os servidores tomando o pátio interno da prefeitura no intuito de falar com o prefeito Antônio Henrique ou com algum assessor direto para entregar mais uma vez as reivindicações. 

Os diretores comunicaram que dia 20 de junho ocorrerá uma nova paralisação e que se até lá não tiver as reivindicações atendidas pela atual gestão, será deflagrada greve geral dos funcionários públicos municipais. 

Para fechar o dia de manifestações, os sindicatos participarão na noite desta quarta-feira (12), na Câmara Municipal de uma sessão, onde usarão a tribuna popular para levar ao conhecimento dos vereadores e da população as dificuldades dos seus filiados.

Fonte: SINDSEMB

 


Compartilhe:

Comentários: