Câmara debate licitação do transporte coletivo

camara-71
Ascom – Câmara Municipal de Barreiras
Na sessão do dia 16 de setembro os vereadores de Barreiras debateram sobre a licitação do transporte coletivo de passageiros do município, finalmente anunciada pelo Poder Executivo e com data de abertura para 04 de novembro de 2014, às 9h30, na sede da prefeitura.

Na oportunidade, diversos vereadores fizeram referência ao ofício nº 015/2014 enviado pelo prefeito Antônio Henrique, onde o mesmo dá conhecimento do processo de licitação do transporte público e de diversas outras ações do seu governo.

Iniciando os pronunciamentos, o vereador Eurico Queiroz (PPS), salientou a omissão do DNIT em não sinalizar nem instalar as necessárias barreiras eletrônicas no trecho compreendido entre os Kms 18 e 32, da BR-242 sentido Brasília (DF), reconhecidamente perigoso e que tem ceifado vidas, ele ainda felicitou o prefeito pelas obras apontadas no ofício distribuído.

Por seu turno, o vereador Otoniel Teixeira (PC do B), pediu que a sociedade mantenha-se vigilante com o processo de licitação do transporte coletivo. Já o vereador Lúcio Carlos (SD) parabenizou o governo municipal pela licitação dos coletivos, ressaltou que as obras da administração estão acontecendo e cobrou a construção da nova escola da Vila Nova.

Para Karlúcia Macêdo (PMDB), as obras ainda estão muito aquém do orçamento disponibilizado para a prefeitura, são mais de 302 milhões de reais além dos convênios já firmados, a peemdebista lembrou ainda que a União dos Municípios do Oeste da Bahia (UMOB) tem uma atuação tímida na região, e que esta instituição pode fazer muito mais pelo oeste.

O vereador Carlão (PSD), espera que a licitação do transporte coletivo traga melhorias para a vida do povo, tão sofrido. Gilson Rodrigues (PROS), parabenizou o prefeito pelas obras em curso, e pela licitação do transporte coletivo.

Já a vereadora Marileide Carvalho (PSL), criticou a situação da cidade esburacada com as obras desconexas da Embasa realizadas sempre às vésperas das eleições, disse que aguarda a publicação da licitação do transporte coletivo e que ficará vigilante no que diz respeito à acessibilidade, nos ônibus e nos abrigos, ela ainda chamou a atenção para a falta de cuidados com a zona rural, no que concerne a má conservação das estradas, falta de atendimento médico e falta de água tratada.

Alcione Rodrigues (PHS) considera muito importante o acompanhamento da licitação do transporte coletivo pela sociedade, “é uma concessão de 20 anos, renovável por mais 20 e precisamos garantir que esse serviço possibilite qualidade de vida aos barreirenses”, disse.


Compartilhe:

Comentários: