Centenas de pessoas reverenciaram festa para Iemanjá no Rio Grande

Por Cheilla Gobi

Dia 02 de fevereiro é dedicado a fazer homenagens à Iemanjá, conhecida como rainha das águas. Portanto, a tradição reuniu fieis e admiradores no centro histórico de Barreiras, a beira do cais, onde sob o entardecer e ao som do afoxé entregaram suas oferendas ao Rio Grande.

As embarcações chegaram com as imagens dos Orixás, Iemanjá, Oxalá e Oxum por volta das 18 horas e foram recepcionadas com uma grande queima de fogos e pelos adeptos dos terreiros e outras pessoas com louvor e atitude de respeito e sincretismo, com água de cheiro das baianas e flores. Nos céus, sobre o Rio Grande, apresentações acrobáticas de aeromodelos.

“Iemanjá já é uma festa tradicional e no nosso município já tomou grandes proporções e nós não poderíamos deixar de fazer neste primeiro ano da nossa administração. Devemos valorizar os eventos culturais, portanto estamos aqui apoiando este grande evento realizado pela prefeitura municipal através da secretaria de cultura de Barreiras”, falou o prefeito, Antônio Henrique.

A Festa é uma das mais populares do ano. Iemanjá é frequentemente representada sob a forma latinizada de uma sereia, com longos cabelos soltos ao vento. Chamam também de Dona Janaína ou Rainha do Mar. A tradição começou em 1923, quando um grupo de pescadores ofereceu presentes para agradar a mãe das águas, pois os peixes estavam escassos. Desde então, a festa tornou-se cada vez mais popular.





Compartilhe:

Comentários: