Central de Regulação controla consultas e exames

DSCN4087

Cabe a Central de Regulação, disponibilizar da sua reserva técnica, as vagas para consultas e exames de maior complexidade com o objetivo de atender à fila de espera Foto: Jayme Modesto

Cheilla Gobi

Após o Sistema Regulatório, a Central de Barreiras passou a contar com o sistema de marcação de consultas e exames via internet diretamente das 29 unidades de saúde do município. “O que antes era feito manualmente, agora está sendo feito on-line. As consultas e exames são marcados via internet e enviadas para todos os prestadores. Otimizamos todo esse serviço e hoje as longas filas de espera, não existem mais, ” frisou o coordenador da Central de Regulação, Maxsuel dos Santos.

Ao longo dos anos, a falta de qualidade no acesso aos serviços de saúde evidenciou a necessidade do Ministério da Saúde de desenvolver um Sistema de Regulação em Saúde. De acordo com a política de Regulação da Atenção à Saúde deve ter como objetivo, a implementação de uma gama de ações meio que incidam sobre os prestadores, públicos e privados, de modo a orientar uma produção eficiente, eficaz e efetiva de ações de saúde, buscando contribuir na melhoria do acesso, da integralidade, da qualidade, da resolubilidade e da humanização destas ações.

Na Secretaria Municipal de Saúde de Barreiras, a implantação teve início em abril de 2014. O coordenador da Central de Regulação, Maxsuel conta que foi analisada toda a infraestrutura da Central, equipamentos, rede de intercomunicação, foram feitas visitas as principais unidades de saúde, foram relacionados todos os serviços ofertados pela secretaria, foi feito todo o levantamento dos profissionais marcadores e for fim foi realizada a análise do fluxo regulatório adotado na época.

A partir das informações foi traçado o planejamento de implantação da Central de Saúde, criado o cronograma de tarefas, identificando e apresentando soluções para alguns problemas encontrados, dentre eles, o mais complexo, a proposta de mudança no fluxo regulatório.

Ao longo de quinze dias, o servidor provisório foi instalado e configurado, em seguida foi realizado o treinamento para os administradores e marcadores do sistema, em paralelo foram criados os contratos, orçamentos de solicitação e orçamentos de realização, indispensável para a aplicação das políticas regulatórias; foram construídos pontos de enlace entre as unidades de saúde de Barreiras com a Central de Regulação; as políticas de segurança para acesso ao sistema foram estabelecidas.

Maxsuel CoordDe acordo com o coordenador da Central de Regulação, em maio de 2014, o sistema Central de Saúde já se encontrava operacional com os primeiros procedimentos agendados. Após o primeiro mês a quantidade de procedimentos agendados em 2014 foi aumentando, atingindo oito mil atendimentos.

Maxsuel explica que cabe à Central de Regulação, disponibilizar da sua reserva técnica, as vagas para consultas e exames de maior complexidade com o objetivo de atender à fila de espera. Disse ainda que após a Central receber as solicitações das Unidades de Saúde, essas devem ser avaliadas pela equipe de reguladores para a definição das prioridades e a devida autorização, conforme oferta do momento e a liberação da reserva técnica para atender à fila de espera.

“Com a regulação, temos a capacidade de dimensionar a oferta e a procura e podemos priorizar os casos mais graves por meio dos protocolos existentes. O prazo médio para a avaliação das solicitações dos procedimentos regulados é de dez dias úteis. As respostas às solicitações são encaminhadas às Unidades da rede que comunicam aos usuários sobre o agendamento do procedimento solicitado”, afirma.

A falta de especialidades médicas é o grande desafio

O grande desafio do Programa Saúde da Família (PSF) é a falta de algumas especialidades médicas. Em Barreiras, de acordo com o coordenador da Central, existe um compromisso do prefeito Antonio Henrique de ampliar, nos próximos meses.

Para tentar suprir essa defasagem, em 2014 uma estratégia criada foi a realização de multirões. “Em 2014, assim que assumi a coordenação da Central, sofríamos com as longas filas de espera para marcações de consultas e exames. Fizemos multirões, atendimento amplificado de ultrassonografia, neurologia, dermatologia, mastologia, através de contrato temporário com profissionais de outros municípios”, conta Maxsuel.

Segundo dados da Central de Regulação, atualmente Barreiras conta com mais de 40 especialidades disponíveis. “Esse mês já foi contratado um novo profissional médico da área de reumatologia e para os próximos meses, o município deve contratar novas especialidades. Estamos com um projeto junto a secretaria de Saúde para a contratação de especialidades como neurocirurgia, neurologia, neuropediatra, com o intuito de ampliar os atendimentos”, disse Maxsuel.

O município de Barreiras é considerado um polo de referência na região Oeste, onde muitas pessoas procuram atendimento. Conforme Maxsuel, Barreiras tem uma pactuação com 40 municípios da região. “Temos uma demanda muito grande, mas temos atendido, na medida do possível”.

Segundo ele, há especialidades que demandam mais atendimentos pela sua generalidade e especialidades mais especificas como dermatologia, mastologia, ramatologia, ginecologia que atendem um número menor de pacientes.

Ortopedia foi citada pelo coordenador como a especialidade que atende o maior número de pessoas, são mais de mil atendimentos por mês, e garante que não há pacientes aguardando por este atendimento. Cardiologia é outro exemplo, com cerca de 800 atendimentos mês.

O coordenador da Central defende o trabalho realizado no local, e diz que a equipe faz o possível para organizar e resolver os problemas da saúde em Barreiras. “Os problemas existem, e a gente tem que afirmar que eles existem. O que não pode é a gente não tentar resolver. De uma maneira ou de outra, a regulação aponta os problemas, mas tentamos resolvê-los da melhor forma possível”, explica Maxsuel.

Ferramenta de gestão

Com intuito de planejar e prestar um melhor atendimento a saúde em Barreiras, a Central de Regulação desenvolveu um Manual de Regulação do município. O escopo principal deste manual é apresentar e informar o conceito, estrutura, forma de atendimento, normas e as políticas para constituição, controle e aperfeiçoamento das ferramentas que visam instituir e personificar, o perfeito entendimento do quê compreende a Central de Regulação de Barreiras. Com amparo, esse material oferece visão no que tange a amplitude de funcionamento, e, sobretudo, formalizar o conhecimento acerca do contexto exposto.

A ferramenta de gestão está sendo analisada pela Secretaria de Saúde e em breve deve ser votada e sancionada pelo prefeito de Barreiras.

“O manual foi desenvolvido pela equipe da Central somando esforços com a Secretaria de Saúde, com intuito de formalizarmos o atendimento embasado dentro dos princípios constitucionais. Através dele iremos planejar ações para 2015 para aperfeiçoar resultados para a população”.

A Central de Regulação Municipal funciona de segunda a sexta-feira das 07h30min às 17h30min. Rua Cap. Manoel Miranda, Centro, Barreiras – BA. Tel: (77) 3613.9543 / 3613.9542. E-mail: crm.barreiras@hotmail.com

 


Compartilhe:

Comentários: