Em Barreiras, estudantes protestam contra aumento do transporte público

Texto e fotos: Cheilla Gobi

No final da tarde desta quarta-feira (24/04), dezenas de estudantes liderados pela União da Juventude Socialista de Barreiras – UJS reuniram-se em frente ao prédio da Câmara de Vereadores para protestar contra o aumento das passagens do transporte público. O reajuste proposto é de R$ 2,20 na tarifa de ônibus no município, que para os manifestantes é um absurdo.

O presidente da UJS, João Felipe, afirmou que os estudantes seguirão lutando por seus direitos na cidade. “Este é o primeiro movimento de muitos. A mobilização é para chamar atenção do povo de Barreiras que acaba se enganando. O prefeito está propagando que retirou o projeto por vontade própria e isso não é verdade, e mesmo assim não é por que o projeto foi retirado que nós não precisamos lutar. A licitação tem que ocorrer, nós necessitamos de transportes com qualidade, pois o serviço não atende as necessidades do povo de Barreiras”, assegurou.

Além da reivindicação contra o aumento das tarifas, os estudantes protestam ainda pelo não aumento da tarifa por no mínimo dois anos, de forma a não permitir novos aumentos abusivos e a criação de uma comissão para estudar a desoneração da passagem, com participação do executivo, legislativo, empresários e sociedade civil, como preparativos para a elaboração do edital de licitação do transporte público municipal, e também a necessidade da renovação e ampliação da frota de ônibus com a garantia de acessibilidade para deficientes físicos, viabilização de linhas que contribuam para o acesso dos estudantes da FASB, UFBA, construção de novos pontos de ônibus na cidade, ampliação da meia passagem estudantil, cumprimento da lei da tarifa social aos domingos e a necessidade da implementação do sistema de passe livre estudantil.

“Precisamos de transporte público decente. Precisamos acordar de madrugada para pegar ônibus, ou chegamos cedo de mais na faculdade ou atrasados, não tem horários definidos, isso é uma falta de respeito com os estudantes. Saímos de casa com as roupas brancas, e chegamos na faculdade com elas marrom”, afirmou o estudante, Sebastião Junior.

Durante a manifestação os estudantes questionavam ainda sobre o sistema de transporte chamado “Azulzinhos”, uma promessa de campanha do prefeito Antônio Henrique. “O atual prefeito durante sua campanha se comprometeu a tratar de forma prioritária os problemas referentes ao transporte público, inclusive prometendo criar um sistema de transporte chamado “azulzinhos” que ajudaria na mobilidade do povo, e até agora nada se concretizou,” garantiu João Felipe.

Ao final da mobilização os estudantes partiram para uma audiência pública, na câmara de vereadores, onde apresentaram uma carta de reivindicações.

VEJA TAMBÉM

 

Audiência Pública debate a situação do transporte coletivo em Barreiras

http://jornalgazetadooeste.com.br/noticias/audiencia-publica-debate-a-situacao-do-transporte-coletivo-em-barreiras/


Compartilhe:

Comentários: