Encontro com Prefeitos: dívida de Barreiras com o INSS será renegociada

DIRCOM/Foto: Anne Karine Ferreira

A presidente Dilma Roussef abriu oficialmente, na última segunda-feira (28), o Encontro Nacional com Novos Prefeitos e Prefeitas realizado em Brasília. O prefeito Antônio Henrique e o vice prefeito, Carlos Augusto Barbosa, estiveram presentes na abertura e seguem no evento até a próxima quarta-feira, quando será encerrado.

Em seu discurso de abertura, a presidente anunciou, um inédito encontro de contas previdenciárias entre a União e os municípios. A reivindicação feita pelos gestores é antiga. De acordo com a líder nacional, a partir de março, começarão a ser feitos os pagamentos para as prefeituras que têm créditos a receber, depois do ajuste junto ao Instituto Nacional do Seguro Social (INSS). Ao todo, 833 municípios serão beneficiados, com pagamentos de R$ 500 mil a partir de março. São R$ 816 milhões envolvidos. “Estaremos zerando a dívida de 79% de todos que tenham pendências. Até dezembro, serão atendidos 796 municípios, ou 95% do total”, disse Dilma, que recebeu aplausos dos presentes.

“ Este é um momento único para Barreiras. Esperamos, com o encontro de contas, renegociar nossa dívida com o INSS. É a nossa oportunidade para garantir a tão esperada certidão, abrindo a possibilidade de buscar recursos para nossa cidade, o que antes não vinha por causa da dívida. Eu e Paê estamos muito felizes com este anúncio.”, disse o prefeito Antônio Henrique.

A presidente anunciou ainda um aporte de R$ 66,8 bilhões de recursos novos para investimentos em diferentes áreas como: habitação, saneamento, pavimentação e mobilidade urbana, saúde, esporte, cultura e educação

O Encontro Nacional com Novos Prefeitos e Prefeitas continua hoje (29) e vai até quarta-feira (30). Na programação de hoje estão o Plano Brasil sem Miséria, Programa de Aceleração do Crescimento, Políticas de Educação, Saúde e Planejamento Urbano. Em paralelo acontecerão oficinas técnicas e apoio à gestão, e boas práticas em administração municipal de prefeituras e consórcio públicos.

 


Compartilhe:

Comentários: