Miséria é o quê?

Elta Mineiro, poeta e educadora  *Opinião

Diante da crise que o mundo vem atravessando, iniciada nos Estados Unidos, passando pela Europa, se espalhando para todo o mundo, inclusive na Bahia com os cortes de recursos em todas as áreas.  Assim, deparamos com uma situação engraçada: “Brasil sem miséria”.

Questionamos, pois: O que é miséria? Deparamos-nos com uma infinidade de significados. “Estado de penúria. Expressão usada quando pertinente à falta de necessidades básicas para a sobrevivência”. Ou ainda: “Miséria significa também, lástima, vergonha”… É o que vivemos. Vergonha pela corrupção, falsificação, vergonha pelas esmolas servidas a um povo que se cala diante do pouco, vergonha pela não qualificação da mão-de-obra. Falta mão-de-obra qualificada em todo país. Vergonha pelos programas sociais oferecidos para compra direta de votos das pessoas beneficiadas pelas esmolas recebidas. Vergonha ainda pela alienação, demência, pela preguiça. Nunca se ouviu falar tanto na falta de mão-de-obra para todo e qualquer serviço. Do simples ao mais complexo. A palavra do momento é COMODISMO. Tenho o peixe, para que quero a vara?

Ouve-se falar tanto em democracia. E nos perdemos nessa estrada, pois a coisa está tão escancarada, tão democrática, que os conflitos surgiram trazendo consigo a violência, a brutalidade, a selvageria. Mas a pergunta que não se cala: “O mundo emergente está entrando em crise? Talvez não sabemos.  Mas, e o Brasil sem miséria, já tem um plano para acabar com a crise que vem desde 2008? Mantega diz que sim. Estamos aguardando…Até quando? Calma, que a democracia  e todas as bolsas causam tranquilidade, conforto, alívio. Não há com que se preocupar. Os programas sociais não serão extintos. Jamais!! São eles que garantem segurança alimentar diante da crise mundial.  É como se nada tivesse seu preço aumentado. Não há inflação diante dos programas sociais. Porque o que se comenta é que não há inflação no país sem miséria. Mas,  não há uma série de coisas. Não há educação no país de tantos programas e auxílios. E sabemos desde sempre que a única coisa capaz de transformar as pessoas, a sociedade, o estado, o país, o mundo é a EDUCAÇÃO. Educação de qualidade.  É ela que transforma,  que modifica e o Mestre Paulo Freire garantiu: “Ensinar não é transferir conhecimentos,  mas criar as possibilidades para a sua própria produção ou a sua construção”.

Nós,  pessoas sem direcionamento estamos a deriva de um barco que não sabe se vai ou fica. Pensamos em um país republicano, igualitário…Chegamos a confundir com democracia e liberalismo, com o bem comum e estamos carecas de saber que não se consegue  determinadas façanhas sem a tão necessária EDUCAÇÃO.  E  no país que não se dá a vara de pesca, dá-se logo o peixe, tomamos varadas firmes no lombo e não aprendemos. Não aprendemos porque ainda acreditamos na educação que transforma, num país igualitário, republicano e no poder do conhecimento… É só o que está faltando: Conhecimento.  Mas eis ainda o questionamento: Miséria é o quê??


Compartilhe:

Comentários: