Muquém do São Francisco: Mães denunciam no MPE falta de aula na Rede Municipal de Ensino

Fonte O Diário da Bahia

Mães de alunos da Passagem, povoado pertencente ao município de Muquém do São Francisco, região Oeste da Bahia, registraram na manhã desta terça-feira, 23, uma denúncia no Ministério Público do Estado da Bahia – Promotoria de Ibotirama -, relatando o abandono da escola e o descaso para com os alunos da Rede de Ensino daquel município.

De acordo com o Termo de Declaração lavrado junto à Promotoria de Justiça, o Colégio Municipal Adolfo Gomes Pereira está sem merenda escolar há três semanas.

Segundo as mães de alunos, a justificativa da diretora é que a Prefeitura não está repassando a merenda. A comunidade reclama ainda das carteiras que, segundo a denúncia, não são suficientes para atender a quantidade de alunos.

Devido à falta da merenda, os alunos são dispensados no horário do recreio, o que prejudica o cumprimento da carga horária e consequentemente o aprendizado. “Muitas crianças não tomam café da manhã e a ausência da merenda inviabiliza a sua permanência na escola”, relatou a professora Maria da Soledade. No turno noturno a situação é ainda mais agravante. As aulas não estão ocorrendo de forma regular devido à falta de alunos, que sem transporte não podem ir à escola. Segundo informações dos moradores, o problema vem ocorrendo desde o início do ano letivo.

Outro grave problema denunciado pelas mães é a deficiência de transporte escolar para os alunos de outras comunidades que frequentam a escola da Passagem, interrompido pela falta de combustível para os ônibus.

Na sede do município a situação é idêntica. Na creche municipal as crianças entram às 8h e são dispensadas uma hora depois. Clodoaldo Braga relata que seu filho já está sem aula há quatro semanas.

Elineide Camandaroba, conselheira tutelar, que assim como os demais conselheiros estão com os salários atrasados, disse ter recebido uma denúncia informando que um dos ônibus, que deveriam ser utilizados exclusivamente para o transporte de alunos foi flagrado levando gasolina em galões (no interior do veículo) pondo em risco a saúde e a vida dos estudantes e do condutor.

 


Compartilhe:

Comentários: