O ciclista que viaja pelo mundo sobre duas rodas visita Barreiras

Texto e fotos: Cheilla Gobi – cheilla@jornalgazetadooeste.com.br

Alcançar sonhos, quebrar recordes, atravessar fronteiras são artes inspiradas pelo ciclista recordista mundial Carlos Henrique Ribeiro, 49 anos. Perante sua história de vida, é perceptível que para alcançar objetivos, é preciso além da habilidade intrínseca, uma dose a mais de força de vontade. O ciclista conhecido nacionalmente e até mesmo fora do Brasil chegou a Barreiras nesta quinta-feira, 21, carregando apenas a bicicleta, bandeiras e uma pequena bagagem e diversas fotos que tirou durante suas caminhadas.

Órfão aos cinco anos de idade, Carlos conta que teve uma infância pobre e sofrida. O ciclista percebeu o espírito aventureiro aos 37 anos de idade, ainda quando exercia a profissão de pedreiro, e saiu do município de Jardim no Mato Grosso do Sul, de bicicleta, com intuito em mudar de vida. Atualmente mora mora em Rincão, São Paulo, é casado e tem uma filha de dois anos. Analfabeto até os 39 anos, o ciclista conta que começou a ler e escrever enquanto descansava nas cidades percorridas. “Dormir em várias rodovias, passei fome, fui humilhado, criticado. Tinha apenas a roupa do corpo e uma bicicleta,” disse o ciclista.

Há dez anos na estrada, o ciclista já tem seu nome gravado no Guinness Book Brasil por ter batido o recorde de percurso de longa distância. Para merecer entrar no Livro dos Recordes, Carlos Henrique percorreu 47 mil quilômetros de bicicleta em um ano. Atualmente, com o patrocínio da escola de idiomas Wizard, Carlos ministra palestras em escolas para crianças e jovens, contando sua história de vida e abordando temas como autoestima, crescimento, superação e sonhos. “Decidi percorrer o mundo contando minha história e me tornando exemplo para as pessoas. Há oito anos sou patrocinado e foi a partir daí que a minha vida começou a mudar, comecei a ter credibilidade, salário mensal, conquistei o Guinness em longa distância, hoje conheço mais de 2.600 cidades”, afirmou.

Ele conta que já percorreu mais de 150.000 quilômetros. Carlos Henrique já foi a Oiapoque ao Chuí e também já pedalou pelas estradas do Uruguai, Paraguai, Bolívia, Argentina, Chile, Peru e Colômbia.

Para a Diretora franqueada da Wizard Barreiras, Roberta é um privilegio ter a marca divulgada em todo o país, graças a ação de Carlos Henrique. “A importância para nós hoje como escola, é a divulgação da marca porque através do Carlos, conseguimos alcançar um público muito maior, e além das pessoas conhecerem a marca, conhecem ainda uma história de vida, de superação, de uma pessoa que traça o objetivo e corre atrás para alcança-lo, e isso hoje não é comum”, disse Roberta.

O pedreiro que virou ciclista não quer saber de se aposentar, e segundo ele vai continuar pedalando. O seu próximo sonho é forrar o gramado do Maracanã com as bandeiras das cidades pelas quais passou. O ciclista pretende levar cerca de 4.300 bandeiras para o feito no Rio de Janeiro, sendo que até o momento já foram arrecadadas em média 1.600 bandeiras. Conforme, o ciclista, a bandeira do município de Barreiras será entregue pelo prefeito Antonio Henrique neste sábado. “Tenho que passar por 4.300 cidades no Brasil, pois meu objetivo é forrar o gramado do maracanã com bandeiras de capitais e municípios brasileiros. Os obstáculos são muitos, mas precisamos correr atrás dos nossos sonhos”.

 


Compartilhe:

Comentários: