População de baixa renda já pode ter acesso ao Telefone fixo residencial com tarifa baixa

Por Cheilla Gobi com informações da SENARC e Gestora do PBF

As famílias de baixa renda que até os dias atuais ficaram impossibilitadas de usufruírem de um telefone fixo residencial devido ao valor elevado da tarifa, já podem contar com a Telefonia Popular, uma medida realizada pelo Ministério de Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS) e Agência Nacional de Telecomunicações (ANATEL), com o intuito de que a população da classe “C” e “D” tenha acesso ao telefone e Internet para se comunicarem.

Trata-se de uma linha de telefone fixa residencial com condições especiais de contratação e tarifa reduzida, destinado a famílias inscritas no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (Cadastro Único). Por mês as famílias beneficiadas com o serviço irão pagar apenas um valor entre 13 e 15 reais com direito a 90 minutos de ligações locais para outros telefones fixos na mesma cidade. A linha pode ser usada também para acessar a internet discada, desde que o provedor seja local.

O valor da assinatura é menor do que a antiga Tarifa Social de telefone, R$ 24,14, com tributos, e do que a assinatura básica residencial convencional, R$ 40,24, com tributos. A Telefonia Popular além de ser mais barata permite ainda que a família tenha controle sobre os gastos com o telefone.
Na franquia mensal, são disponibilizados para a família 90 minutos por mês em ligações para telefones fixos na mesma cidade. Já para as ligações locais excedentes ou para chamadas para telefones celulares ou de longa distância nacional e internacional, é preciso inserir créditos.

A oferta da Telefonia Popular será realizada pelas Concessionárias de telefonia de cada cidade, no caso de Barreiras pela concessionaria “OI”. As assinaturas se deram a partir de junho de 2012, somente para famílias inscritas no Cadastro Único com renda familiar mensal de até um salário mínimo, ou seja, renda familiar total de até R$ 622,00. A partir de junho de 2013 para famílias inscritas no Cadastro Único com renda familiar mensal de até dois salários mínimos e a partir de junho de 2014 todas as famílias inscritas no Cadastro Único poderão ter acesso.

Como assinar a Telefonia Popular


Gestor do bolsa família e coordenador do Cad Único, Matheus Knupp.

De acordo com informações do gestor do Bolsa Família e coordenador do Cad único em Barreiras, Matheus Knupp, a família inscrita no Cadastro Único interessada em adquirir a linha telefônica fixa deve ligar para o 0800 285 3133 tendo em mãos o Número de Identificação Social – NIS e o Cadastro de Pessoa Física – CPF. As que não são ainda inscritas devem procurar os Centros de Referência da Assistência Social – CRAS, conhecido como casas da família. “Em Barreiras nós temos quatros CRAS em diferentes Bairros, como na Santa Luzia, Morada da Lua, Vila dos Funcionários e também no Conjunto Habitacional Rio Grande e para as famílias ainda não inscritas podem procurar os Centro de referência para realização do mesmo”, disse Matheus.

Até setembro de 2012, o prazo para instalação da Telefonia Popular é de até 30 dias, contados da data de solicitação pelo assinante. A partir de setembro, o prazo passa a ser de no máximo sete dias.


Compartilhe:

Comentários: