Presidente da Umob destaca importância da irrigação para região oeste na abertura do XXIII CONIRD

Fotos – Claudio Foleto Ascom Umob


O presidente da União dos Municípios do Oeste da Bahia (Umob), Humberto Santa Cruz foi o conferencista de abertura da edição 2013 do Congresso Brasileiro de Irrigação e Drenagem (XXIII CONIRD), realizado entre os dias 13 e 18 de outubro no Hotel Saint Louis de Luís Eduardo Magalhães. O prefeito membro da Umob, Hamilton Santana, do município de Riachão das Neves, esteve presente na abertura do Congresso.

 Aproveitando sua experiência no agronegócio, após 18 anos como presidente da Associação dos Agricultores e Irrigantes da Bahia (Aiba) e mais de duas décadas de atuação com a irrigação na região, o hoje prefeito de Luís Eduardo Magalhães abordou a “Importância da cadeia de negócios da agricultura irrigada para o desenvolvimento municipal”.

Preocupação de Humberto, de grande parte dos prefeitos e dos produtores rurais da região, a questão do fornecimento de energia recebeu destaque na explanação do presidente da Umob. “Não temos energia para colocar 70 pivôs centrais funcionando, que estão prontos pra uso”, alertou, destacando que o problema de geração de energia não é uma exclusividade da Bahia, mas sim de todo Brasil.

O problema no fornecimento de energia se torna ainda maior quando se constata que a agricultura irrigada é responsável por ¼ de toda produção da região oeste. “Muitos dos municípios da região tem rios que os margeiam mas não tem regularidade de chuva, o que torna os sistemas de irrigação indispensáveis para seu desenvolvimento”, comentou Humberto.

Por esta razão, recebeu destaque na apresentação a ampliação do horário reservado com redução da tarifa da energia elétrica para a irrigação. A medida, segundo Humberto, é extremamente positiva para a região oeste, pois proporcionará uma redução do custo de produção e uma maximização no uso da energia elétrica sem prejudicar o sistema. “A  medida não altera o custo da demanda contratada mas sem dúvida vai representar uma redução de até 35% no custo da energia consumida na irrigação”, explica o presidente.

O presidente da Umob e prefeito de Luís Eduardo Magalhães explica que a medida não trará ônus ao poder público ou aos demais consumidores, permitindo que as concessionárias promovam melhor adequação dos consumidores rurais para ligarem seus equipamentos nos horários de menor carga na rede, além de maior flexibilidade nos finais de semana e feriados quando outros setores, indústrias, por exemplo, não operam.

O XXIII CONIRD é promovido pela Associação Brasileira de Irrigação e Drenagem (ABID) e Associação dos Agricultores e Irrigantes da Bahia (AIBA) com objetivo de fortalecer o debate em favor do desenvolvimento sustentável do agronegócio calcado na agricultura irrigada através do fomento e da pesquisa, uma vez que investir em estudos e difusão de conhecimento sobre a irrigação auxilia na diminuição do risco agrícola e na garantia de uma maior segurança alimentar e energética para o país. O tema desta edição do congresso é “Evolução e Tecnologia na Irrigação”.

Programação  Para os três primeiros dias de congresso contará com intensa grade de oficinas e seminários voltados à agricultura irrigada. Na segunda-feira, 14,   será debatida a “Agricultura irrigada e a gestão dos recursos hídricos com a integração das águas subterrâneas: o exemplo do aquífero Urucuia”. No período vespertino, o tema de debate será “A gestão integrada de recursos hídricos para a agricultura irrigada: o exemplo do Estado de Nebraska nos EUA”.

Hoje 15, será dedicada ao debate sobre “O clima e sua variabilidade no contexto da agricultura irrigada no Brasil”. A tarde a discussão se voltará para a “Reservação e alocação negociada da água para a agricultura irrigada”. A quarta-feira, 16, será toda ela dedicada ao debate “Oportunidades produtivas e comerciais com o desenvolvimento da agricultura irrigada”.

Os dois últimos dias de Congresso estão reservados a realização de “Dias de Campo”. Serão montadas quatro estações, a primeira, dedicada a reservação de águas, piscicultura e agricultura irrigada; a segunda para a cafeicultura irrigada; a terceira para a citricultura irrigada; e a quarta para as culturas temporárias irrigadas (grãos e algodão). O “Dia de Campo” será realizado na Fazenda Agronol, a aproximadamente 10 km da sede do município de Luís Eduardo Magalhães.




Compartilhe:

Comentários: