Projeto de Viabilidade Técnica define o canal 40 para a TV Câmara de Vereadores de Barreiras

Ascom

 tee

Mais um significativo avanço na consolidação da instalação em Barreiras da Rede Legislativa de TV Digital foi dado esta semana pela Mesa Diretora da Câmara de Vereadores de Barreiras, que prossegue no esforço de disponibilizar à sociedade barreirense a TV Câmara, que será um importante instrumento de comunicação social e que reforçará a transparência e publicidade dos seus trabalhos legislativos.

Esta emissora do Poder Legislativo é um projeto institucional do qual fazem parte a Câmara dos Deputados, Senado Federal, Assembleia Legislativa da Bahia e a Câmara Municipal de Barreiras, que por meio de convênio apresentou a demonstração de interesse ainda em janeiro de 2013 em Brasília e que agora vê a definição do seu canal ser concretizada.

O Estudo de Viabilidade Técnica concebido apontou o Canal 40 para a TV Câmara de Barreiras, com qualidade digital.

 De acordo com o Engenheiro de Telecomunicações Dr. Ricardo Silva Cruz, tendo em vista que o estudo considerou as áreas de interesses protegidas, não havendo interferências prejudiciais entre a localidade, canal e potência proposta, nas emissoras e localidades previstas no Plano Básico de Distribuição de Canais de Televisão Digital – PBTVD, o Estudo concluiu ser viável para o CANAL 40 com a inclusão do município de Barreiras na Rede Legislativa de TV Digital.

Plantamos esta semente na certeza de que os seus frutos beneficiará a população barreirense presente e futura. Assim, seguiremos nos esforçando para que na maior brevidade possível nossa população seja inserida entre os municípios que já desfrutam desse formidável avanço de cidadania e democracia que é a Tv Câmara do Poder Legislativo, com programação local e próxima das comunidades, em cada lar barreirense, seja na zona urbana ou na zona rural, prestando contas dos seus trabalhos legislativos. Abriremos cada vez mais as portas da Câmara para a população barreirense”. Afirmou o presidente Tito.


Compartilhe:

Comentários: