São Desidério marca presença no 1º Seminário Regional da Pesca e Aquicultura

ASCOM

O município de São Desidério, participou do 1º Seminário Regional de Pesca e Aquicultura, realizado em Barreiras no último dia 07, no auditório do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Bahia – IFBA. Todos os municípios que fazem parte da cadeia do pescado do oeste baiano participaram do seminário que foi realizado numa parceria entre prefeitura de Barreiras, União dos Municípios do Oeste da Bahia-UMOB, prefeitura de Luiz Eduardo Magalhães, CODEVASF, Bahia Pesca, Governo da Bahia e Governo Federal. O prefeito de São Desidério Demir Barbosa, acompanhado de vereadores, o secretário de Agricultura José Marques de Castro, acompanhado da equipe técnica da secretaria de São Desidério, deputados, prefeitos e autoridades diversas da região oeste marcaram presença no evento.

Durante o seminário foram discutidas as ações da Bahia Pesca, CODEFASF E MPA para o fomento da Pesca e Aquicultura no Oeste. Licenciamento ambiental, sanidade organismos aquáticos, perspectivas de assistência aos produtores, estratégias de gestão e comercialização do pescado e estruturação do crédito agrícola. No fim da tarde foi elaborado o protocolo de intenções a partir das propostas apresentadas. O presidente da Bahia Pesca, Cássio Ramos Peixoto, palestrou sobre o fomento da Pesca e Aquicultura no oeste baiano. “São Desidério hoje além de ser a maior área territorial agrícola do estado da Bahia, desponta também com grande potencial para a piscicultura e aquicultura”. Assegura. De acordo com dados apresentados pela CODEVASF, a região oeste da Bahia produz 12,53% das 17 mil toneladas da aquicultura continental e é responsável cerca de 16,47% da produção de pescado do estado da Bahia, atingindo a marca de 2.131 toneladas de pescado em 2012, das quais 1.231 toneladas são oriundas das pequenas associações.

Baseado em dados da Secretaria de Agricultura de São Desidério, o município possui um levantamento de 20 hectares de lâmina d`água, o que corresponde a uma produção de 300 toneladas por ciclo/ano, com cerca de 40 produtores e 120 tanques escavados. “Esses dados apresentados são importantíssimos para que possamos juntar ao nosso projeto e acima de tudo agregar novas vertentes como assistência técnica descente para que possa mensurar o que foi produzido e quanto tem sido obtido de resultados e o que poderemos ofertar para alavancar este setor e profissionalizar todo o seguimento, implantando possivelmente a unidade de beneficiamento para verticalizar a produção e com isso dinamizar ainda mais este grande município”. Assegura o presidente da Bahia Pesca, Cássio Peixoto.

De acordo com o diretor agropecuário de São Desidério, Leandro Rocha de Carvalho,  os dados levantados até o momento é expressivo para a região, mas ainda pequeno diante do potencial hídrico do município. “Já está sendo elaborada a legislação do Sistema de Inspeção Municipal – SIM, Quando o sistema estiver implantado irá viabilizar a comercialização do pescado do pequeno produtor e a criação de agroindústrias, torcemos para implantar o sistema o mais breve possível”. Afirma.

Segundo o prefeito Demir Barbosa, “São Desidério assinou este ano durante o Bahia Farm Show um termo de Cooperação Técnica com o governo do estado e a Bahia Pesca, é um convênio que firma uma parceria para um investimento no setor de produção de peixe do município. Vamos implantar este projeto no município de São Desidério, por isso estamos hoje neste seminário, nos informando e orientando a respeito da piscicultura. Ainda de acordo com Demir, é possível transformar São Desidério no maior produtor de pescado da região oeste da Bahia e quem sabe no futuro até do Brasil, pela grande quantidade de água em 26 rios perenes que possui o município”. Garante.

Para o secretário de Agricultura municipal, José Marques de Castro, “Percebemos hoje a necessidade intrínseca em tecnificar os produtores já existentes na região por temos certeza que o nosso município tem capacidade de produção bem maior do que a apresentada no momento atual e somente com a busca do conhecimento para a área da piscicultura é que vamos conseguir elevar a produtividade. As orientações e palestras do seminário estão sendo muito produtivas, foram implantados os dois escritórios regionais da Bahia Pesca um em Barreiras e outro em Luiz Eduardo Magalhães que estarão somando para que a piscicultura da região se desenvolva”. Afirma.

O secretário de agricultura do estado Eduardo Salles garante que a região e o município de São Desidério serão grandemente beneficiados. “Entregamos ao Ministério da Aquicultura e Pesca um projeto de 12 milhões de reais que refere-se a estruturação de tanques escavados, tanques redes, ração, capacitação, assistência técnica entre seis municípios do oeste baiano no qual São Desidério está inserido, a região oeste já é a maior produtora de tanques escavados na Bahia, queremos avançar para que todo o Brasil possa ter essa região como o seleiro da produção de peixes, através de tanques escavados, é esse o nosso objetivo”. Determina Salles.


Compartilhe:

Comentários: