SDR aposta em parceria para desenvolver a agricultura familiar no Território da Bacia do Rio Grande

Mais de 151 agricultores familiares do Território da Bacia do Rio Grande foram beneficiados, com a entrega de títulos de posse de terra de propriedade. Também foram beneficiadas cerca de 500 famílias com a entrega do kit de equipamentos do Projeto de Melhoramento Genético do Rebanho Bovino Leiteiro

 

IMG_4382

O encontro contou com a participação do secretário estadual de Desenvolvimento Rural, o vice-governador da Bahia, o prefeito de Barreiras, o vice-prefeito, o presidente da UMOB, deputados, secretários, vereadores, representantes de instituições e lideranças rurais FOTOS/Cheilla Gobi

Cheilla Gobi

Com objetivo de dialogar as propostas para o fortalecimento da agricultura familiar no Território da Bacia do Rio Grande, foi realizado neste sábado (15/08), o Encontro Governamental, no Tatersal de Leilões, no Parque de Exposições Engenheiro Geraldo Rocha, em Barreiras, Oeste baiano.

O desenvolvimento rural integrado foi a principal pauta do encontro, que contou com a participação do secretário estadual de Desenvolvimento Rural, Jerônimo Rodrigues, o vice-governador da Bahia João Leão, o prefeito de Barreiras Antonio Henrique, o vice-prefeito Carlos Augusto, o presidente da União dos Municípios do Oeste da Bahia (UMOB), Marcelo Mariani, deputados, secretários, vereadores, representantes de instituições e lideranças rurais. Após o encontro, a comitiva visitou a VII Feira da Agricultura Familiar de São Desidério, onde agricultores do território foram beneficiados por entregas de títulos de terras e kit de equipamentos do Projeto de Melhoramento Genético do Rebanho Bovino Leiteiro.

IMG_4434De acordo com Rodrigues, a Bahia é o estado com maior população rural do Brasil, são quatro milhões de pessoas no campo. “Na Bahia além da maior população rural, temos o maior número de estabelecimentos da agricultura familiar – 700 mil propriedades de pequenos. E os municípios do Oeste tem uma força muito grande no meio rural”, garantiu.

Para o desenvolvimento da agricultura familiar no Território da Bacia do Rio Grande, a Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR) aposta em parcerias. “O desenvolvimento rural é de responsabilidade de todas as esferas federal, estadual e municipal. E o nosso governo tem a missão de fazer com que a agricultura familiar tenha um espaço de contribuição com o desenvolvimento. Precisamos garantir que as pessoas tenham renda no campo. Carecemos de articulação com as Prefeituras, sem parcerias não chegaremos com a mesma força. Não fazemos muito se não estivermos unidos”, enfatizou o secretário de Desenvolvimento Rural.

Investimentos para agricultores da região 

Mais 150 agricultores familiares do Território da Bacia do Rio Grande foram beneficiados, neste sábado com a entrega de títulos de posse de terra de propriedade, durante Feira da Agricultura Familiar, no município de São Desidério. As entregas foram realizadas pelo secretário de Desenvolvimento Urbano do estado, Jerônimo Rodrigues.

Foram 10 títulos entregues a agricultores de Catolândia, 40 para Mansidão, 12 para Riachão das Neves, nove para Santa Rita de Cássia e 16 para São Desidério, que, somados aos outros 202 títulos entregues anteriormente aos agricultores desse último município, totalizam 218 títulos. A previsão é de que, até o final deste ano, sejam entregues 20 mil títulos de regularização fundiária no Estado.

Os títulos foram emitidos pela Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR), por meio da Coordenação de Desenvolvimento Agrário (CDA). O documento garante juridicamente a posse da terra, possibilita o acesso ao crédito, às políticas públicas, resgata a cidadania e melhora a qualidade de vida dos agricultores familiares.

Também foram beneficiadas cerca de 500 famílias das localidades de Wanderley e Muquém do São Francisco com a entrega do kit de equipamentos do Projeto de Melhoramento Genético do Rebanho Bovino Leiteiro, do município de Wanderlei.

O projeto visa dotar a Associação dos Produtores de Leite e Culturas Irrigadas do município de Wanderley (Proleite) de condições materiais e técnicas para implementar um serviço de Inseminação Artificial por Tempo Fixo (IATF), na perspectiva do melhoramento genético do rebanho.

Entre os equipamentos estão moto, ultrassom veterinário, botijões de conservação de sêmen e protocolos para indução de cio. O investimento do projeto foi de R$ 155 mil. De acordo com informações da assessoria de comunicação da SDR, a ação vai promover o melhoramento genético de 3 mil vacas matrizes da agricultura familiar de quilombolas.

“Inicialmente foi realizado no município de Wanderley, mas a perspectiva do projeto é que tenha uma abrangência territorial”, destacou Rodrigues.

IMG_4408


Compartilhe:

Comentários: