Secretaria de Agricultura debate pauta para a Conferência Nacional do Desenvolvimento Rural Sustentável e Solidário

ASCOM

Aconteceu nesta sexta-feira, 19, no Centro Cultural Celso Barbosa, uma reunião municipal que discutiu assuntos para a Conferência Nacional do Desenvolvimento Rural Sustentável e Solidário- CTDRSS. O evento contou com a presença da Coordenadora Territorial da Bacia do Rio Grande, Ileia Almeida, o secretario Municipal de Agricultura José Marques, os vereadores Gerson de Carvalho, Joacy Ferreira e Biracy Silvério, dirigentes de entidade, representantes de organizações, associações e comunidade local.

O objetivo da conferência é construir um Plano Nacional de Desenvolvimento Rural Sustentável e Solidário- PNDRSS, com metas de curto, médio e longos prazos. “Além desse objetivo geral, temos que trabalhar com os objetivos articuladores através dos poderes municipais e estaduais para a construção dos Planos Territoriais”, disse a coordenadora da Bacia do Rio Grande.

Durante o evento foram discutidas propostas e metodologias, sobre a participação e instrumentos que venham contribuir para qualificar o processo de realização das conferências nos níveis territorial, intermunicipal, municipal, estadual e nacional; Promover debate acerca das responsabilidades entre os entes federados; Favorecer o debate sobre o desenvolvimento rural sustentável e solidário e a redução das desigualdades sociais e regionais.

A reunião abordou os eixos que servirão como propostas na conferência: (1) Eixo 1 – Desenvolvimento socioeconômico e ambiental do Brasil Rural e fortalecimento da agricultura familiar e agroecologia; Eixo 2 – Reforma agrária e democratização do acesso à terra e aos recursos naturais; Eixo 3 – Abordagem territorial como estratégia de desenvolvimento rural e promoção da qualidade de vida; Eixo 4 – Gestão e participação social; Eixo 5 – Autonomia das mulheres rurais; Eixo 6 – Autonomia e emancipação da juventude rural; Eixo 7 – Promoção do etno desenvolvimento.

Para o secretário de agricultura José Marques, o planejamento para a conferência determina os setores que precisam de mais atenção. “A conferencia Territorial traz na sua essência, à necessidade de buscarmos soluções conjuntas, com todos os atores sociais, inseridos dentro de um ambiente comum, afim amenizar os problemas ainda existentes no âmbito rural corroborando com soluções práticas, concretas e eficientes e justas. Dessa reunião de mobilização municipal foram escolhidos 15 representantes, sendo 1/3 de representação pública e 2/3 de representação da sociedade civil organizada. É desse grupo que poderá sair delegados para participar da Conferencia Estadual do desenvolvimento Rural Sustentável e Solidário que será realizada em Salvador”, disse.


Compartilhe:

Comentários: