TJ lança pedra fundamental dos fóruns de Barreiras e Luís Eduardo

text

Cerimônia de lançamento da pedra fundamental para construção do novo Fórum do município de Barreiras

 

Texto e fotos: Cheilla Gobi

O presidente do Tribunal de Justiça do Estado da Bahia, desembargador Eserval Rocha, realizou na tarde desta terça-feira (03), a cerimônia de lançamento da pedra fundamental para construção do novo Fórum do município de Barreiras. No dia seguinte foi a vez de Luís Eduardo Magalhães lançar a sua.

Em Barreiras, o evento inaugural foi realizado na área onde será erguido o Fórum, no Centro da cidade, nas proximidades do Colégio Professor Alexandre Leal Costa, antigo Polivalente, representando investimento de R$ 11 milhões em uma área de 7 mil metros quadrados.

 “Os atos de hoje fortalecem o Poder Judiciário e ajuda consolidar Barreiras como centro acadêmico, econômico, político, administrativo e polo do conhecimento e das decisões jurídicas”, disse o prefeito de Barreiras, Antonio Henrique Moreira, se referindo também a Câmara Especial, inaugurada no mesmo dia.

O presidente Eserval agradeceu à cessão da área pelo município e lembrou, emocionado, que há um ano, quando começou sua administração, só se falava em intervenção, e que hoje o Tribunal de Justiça serve de exemplo.

Em Luís Eduardo, o presidente do Tribunal de Justiça, lançou a pedra fundamental, no dia 4. A previsão de entrega é outubro deste ano. Serão R$ 4,5 milhões de investimentos. O terreno de 9 mil metros quadrados cedido pela Prefeitura fica no Centro Administrativo de Luís Eduardo Magalhães, na Praça dos Três Poderes.

O prefeito Humberto Santa Cruz Filho disse que Luís Eduardo Magalhães está em festa, não apenas pela pedra fundamental, mas também porque a obra já está licitada e com ordem de serviço aprovada.

Para o presidente do TJ, Eserval, o lançamento da pedra fundamental não representa um evento isolado, mas, marca o início da construção da “casa da justiça” de Luís Eduardo Magalhães. “A população de Luís Eduardo Magalhães é hoje exemplo para todo país”, comentou.

O evento contou ainda com a presença do Juiz de Direito da Comarca de Luís Eduardo Magalhães, Claudemir da Silva Pereira, além de autoridades dos poderes judiciários, local e estadual, e executivo e legislativo municipal.

Cápsula do tempo – Junto com a pedra fundamental tanto de Barreiras como também de Luís Eduardo, foi depositada uma cápsula do tempo, que consiste numa caixa de metal com a planta arquitetônica do futuro edifício, objetos, periódicos, fotos e outros itens contendo informações atuais para ser reaberta daqui a 50 anos.

te

 


Compartilhe:

Comentários: