Vereadores pedem exoneração da secretária de saúde

Ascom

DSC06566

Na sessão desta quarta-feira (30/04), a direção e alunos da Escola Municipal Joaquim Neto, sediada no bairro Vila Brasil, ocuparam a Tribuna Popular da Câmara. A diretora Luzimar Santos, a vice-diretora Maria Aparecida, a coordenadora Maria de Lourdes, e a aluna Melissa Carneiro, relataram de forma fidedigna os desafios enfrentados pela escola, que na verdade é uma amostra da realidade geral da educação no município.

Após a manifestação da Escola Joaquim Neto, diversos vereadores usaram da palavra para abordar vários assuntos relacionados aos problemas vividos pela população barreirense. Foram pautados assuntos relacionados ao esporte e a falta de iluminação pública adequada por Lúcio Carlos (SD), e educação por Karlúcia Macêdo (PMDB), Carlão (PSD) e Beza (PSC).

A situação da saúde e acessibilidade, no município foi abordada pelo vereador Alcione Rodrigues (PHS) que em forma de desabafo disse: “Sei de todos os expedientes senhor presidente que Vossa Excelência e a mesa diretora tem encaminhado, buscando melhorar nossa saúde, até então sem solução, e não sabemos mais o que fazer”. Disse o camarista. Em aparte ao edil, a vereadora Marileide Carvalho (PSL), asseverou: “É lamentável, mas Barreiras está a mercê do descaso na saúde e na educação”.

Por seu turno em contundente pronunciamento o vereador e vice-presidente Eurico Queiroz (PPS), declarou não ser mais possível à manutenção da secretária municipal da saúde na pasta. Segundo o camarista, a secretária já demonstrou não ter competência para resolver os problemas da saúde de Barreiras.  “Quando se tem um time bom e os resultados não acontecem troca-se o técnico senhor presidente!”. Afirmou o vereador. Eurico disse ainda ser inaceitável que a secretária não receba um vereador. “Somos os representantes do povo, como pode a secretária não nos receber? Se é pra ser base do governo e não ser ouvido, eu prefiro deixar de ser da base”. Desabafou o vice-presidente.

Na ordem do dia, os vereadores aprovaram a convocação dos secretários municipais, João Muniz, de Serviços Públicos e Transportes, Cosme Wilson, de Educação, Simone Kuriki, de Infraestrutura e Regina Figueiredo, da Saúde, para prestarem esclarecimentos na Tribuna Popular da Câmara Municipal.

Em fala de encerramento dos trabalhos da noite, o presidente Tito leu ofício oriundo do executivo municipal já deferido pela presidência que solicita o plenário da Câmara Municipal para a realização de Audiência Pública que discutirá com a população sobre a licitação do transporte coletivo urbano e rural no próximo dia 12 de maio das 19h:30min às 23hs, oportunidade que a população terá para reivindicar diretamente e acompanhar de perto os desdobramentos da audiência que antecederá a realização de licitação para contratação de empresa que explorará os serviços de transporte coletivo no município.


Compartilhe:

Comentários: