Americana se recusa a desligar aparelhos do marido e, três meses depois, ele sai do coma

Recomendação dos médicos era deixar Matt morrer, já que havia uma chance de 90 % de ele nunca mais acordar

Uma americana se recusou de desligar os aparelhos do marido e, três meses depois, o homem saiu do coma e acordou pedindo comida. Danielle Josey Davis e Matt Davis, haviam se casado há apenas sete meses quando um acidente de moto aconteceu, deixando o jovem de 23 anos em coma, respirando com a ajuda de aparelhos. A recomendação dos médicos era deixar Matt morrer, já que havia uma chance de 90% de ele nunca mais acordar. Mas Danielle, na época com 24 anos, não aceitou e decidiu dar um pouco mais de tempo para o amado. Três meses depois, o marido acordou.

Em entrevista à ‘ABC News’, Matt falou sobre a mulher e como reaprendeu a amá-la, já que após acordar do coma, sua memória antes de 2010 foi apagada por conta da lesão cerebral sofrida. “Estou feliz por ter casado com ela”, declarou.

Em coma

Danielle tinha 24 anos quando o acidente aconteceu. O namoro com Matt tinha sido breve e, em apenas dois meses, os dois se casaram. Após o acidente, a americana tomou conta do marido durante todo o tempo da internação, já que seu sogro havia falecido dois anos antes. Já a mãe de Matt, estava muito doente para se manter presente ao lado do filho em coma.

Quando os médicos lhe deram permissão, Danielle levou o jovem para a casa da mãe.  “Se temos que trazê-lo para casa, vamos garantir que ele tem a melhor vista do mundo”, lembra. “Se ele vai ser um corpo em uma cama, vamos dar-lhe algo para olhar.”

Danielle revelou ainda que estava segurando Matt na cama, tentando imitar o que o terapeuta havia feito numa clínica de reabilitação, pedindo-lhe para alcançar e agarrar uma motocicleta de brinquedo. “Ele nunca tinha feito isso antes, mas neste dia, ele fez”, revela.

Acordou pedindo comida

Durante a entrevista à ‘ABC News’, Danielle contou também que a primeira coisa que Matt disse ao sair do coma foi o nome de um prato especial de frango. Em um sussurro quase inaudível, ele respondeu ao ser perguntado sobre o que gostaria de comer.

“Frango [à moda de] Buffalo envolto em cheddar”, foi o que Matt respondeu. “Nos emocionamos porque sabíamos o que ele quis dizer”, explicou a americana. Esse é o prato favorito de Matt.

Recuperação

Matt entrou em um programa de reabilitação, onde ficou por dois meses e meio. Com o tempo, o jovem conseguiu se levantar sozinho e caminhar com a ajuda de um andador. O senso de humor e as memórias antigas demoraram a voltar e, até hoje, Matt não lembra da morte do pai ou do seu casamento.

Atualmente, o casal vai à aula de ioga junto e se diverte junto fazendo alogamento. Para custear as despesas necessárias à recuperação, o casal abriu uma conta no site de financiamento coletivo, ‘Go Fund Me’.

Fonte: iBahia


Compartilhe:

Comentários: