Anvisa suspende lotes de solução para diálise após detecção de bactéri

Medicamento Peritosteril Andy Disc é usado em diálise peritoneal.
Fabricante constatou contaminação por endotoxina bacteriana.

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária, aAnvisa, publicou resolução nesta quinta-feira (15) no Diário Oficial da União determinando a suspensão da distribuição e comércio do medicamento Peritosteril Andy Disc, solução utilizada no tratamento de diálise peritoneal.

De acordo com o órgão ligado ao Ministério da Saúde, 38 lotes devem ser retirados de circulação em todo território nacional depois que a fabricante Fresenius Medical Care recebeu relatos de que lotes do medicamento teriam provocado peritonite asséptica – irritação causada por bactéria no peritônio, membrana que recobre a parede abdominal e as vísceras.

A resolução da Anvisa afirma que foi aberta uma investigação, que detectou a contaminação de alguns lotes do Peritosteril Andy Disc por endotoxina bacteriana. A própria empresa tomou a decisão de recolher o medicamento fabricado no mesmo período que os lotes com problemas.

A diálise peritoneal é um tratamento realizado em pacientes que apresentam quadro de insuficiência renal aguda ou crônica. A solução de sódio em questão entra em contato com o sangue e faz uma “limpeza” de substâncias prejudiciais acumuladas no sangue, além de remover o excesso de líquido que não é eliminado pelo rim.

Procurada pelo G1, a empresa Fresenius Medical Care Ltda informou que trabalha no recolhimento e substituição do produto. Esse processo é feito na casa dos pacientes, já que o tratamento de diálise costuma acontecer na própria residência deles. A Fresenius comunicou ainda que a fabricação do medicamento não foi interrompida.

Fonte: G1 / Bem Estar


Compartilhe:

Comentários: