Após denúncias de fraude, comissão investiga beneficiários do Bolsa Família em Feira de Santana

Além das cem famílias investigadas pela comissão, cerca de mil beneficiários também receberão visitas de vistoria nos próximos três meses

Uma comissão formanda pelas secretarias de Desenvolvimento Social, Saúde e Educação investigam denúncias de fraude de beneficiários do programa Bolsa Família em Feira de Santana, município localizado a 109 quilômetros de Salvador. Além das famílias investigadas pela comissão, intitulada Grupo Gestor do Bolsa Família de Feira de Santana, cerca de mil beneficiários também receberão visitas nos próximos três meses.

“Desde que o prefeito atual assumiu esta gestão, a ordem tem sido transparência total em todos os setores. Por conta disto, a gente estimulou os cidadãos feirenses a denunciarem possíveis irregularidades no Bolsa Família através de um disque denúncia”, relata Ildes Ferreira, secretário de Desenvolvimento Social do município.

Devido ao grande volume de denúncias registradas pelo disque denúncia local, uma comissão composta pelas três secretarias municipais foi formada há 15 dias, durante uma reunião. A principal função do Grupo Gestor do Bolsa Família de Feira de Santana é o de analisar estas acusações, que conforme o secretário envolvem cerca de 100 beneficiários do programa Bolsa Família que apresentam indícios de irregularidades.

O processo de investigação destas denúncias será feito em diversas etapas que envolvem visitas, vistorias e entrevistas às famílias denunciadas, com a intenção de levantar inadequações no perfil dos beneficiários.

“Este processo será feito com muita cautela. Inicialmente, o pagamento do benefício foi bloqueado nos casos denunciados”, afirma Ildes Ferreira. “Além destes 100 casos, a comissão também realiza uma investigação por amostragem dos 50 mil inscritos no programa, algo que também já estava previsto por uma recomendação do MDF. Somando tudo, devemos chegar a 1100 beneficiários examinados nos próximos três meses.”

“Por enquanto, este número de cinco mil beneficiários investigados por fraude é fantasioso”, garante o secretário de Desenvolvimento Social. “Podemos até chegar a este número com o avanço das investigações, mas por enquanto não temos nenhum indício que me dê segurança para afirmar isso”.

Caso seja confirmado a suspeita de fraude, a procuradoria jurídica do município vai indicar quais procedimentos devem ser tomados perante a lei. O programa Bolsa Família atende 13,5 milhões de famílias em todos os municípios do país, e conta com 50 mil beneficiários em Feira de Santana. Tem direito ao benefício a família que tem renda per capta de até R$ 140. Por cada filho, os pais recebem R$ 32 mensais, e cada família pode cadastrar até cinco crianças.

Fonte: Correio da Bahia

Imagem: Ilustração


Compartilhe:

Comentários: