Após segunda sessão de quimio, Reginaldo Rossi continua na UTI

Segundo diretora do hospital, quadro de saúde não teve alterações.
Artista faz tratamento no Recife contra um câncer de pulmão.

Cantor conquistou 14 discos de ouro, dois de platina, um de platina duplo e um de diamante (Foto: Diego Marcel / Divulgação)Depois de duas sessões de quimioterapia, o cantor e compositor recifense Reginaldo Rossi , 69 anos, amanheceu nesta sexta-feira (13) sem alterações no quadro de saúde. A informação é de Iane Maia, diretora do Hospital Memorial São José, no Recife, onde o artista está internado. Rossi continua na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e respira com a ajuda de aparelhos. A previsão é de que ele faça mais uma sessão de quimioterapia nesta sexta.

Seis médicos estão na equipe que cuida de Reginaldo Rossi. Eles concederam uma entrevista coletiva no Hospital Memorial São José na tarde de quinta (12). O pneumologista Murilo Guimarães disse que o tipo de câncer que Reginaldo tem é um dos que responde melhor aos medicamentos, embora seja também um dos que mais se multiplica. “Não podemos prever como a doença vai evoluir. Em UTI não se planeja um dia, planejamos uma hora”, explicou o especialista. O oncologista Iran Costa informou que depois da resposta ruim de Rossi à primeira sessão de quimioterapia, na quarta, a medicação foi adaptada na segunda aplicação. Nesta sexta, ele deve tomar a terceira dose, que encerra o primeiro ciclo. “Vamos seguir o protocolo internacional, com o intervalo de 21 dias”, informou.

O artista será mantido na UTI, com respiração por aparelhos, prescrição de antibióticos contra a infecção renal e sessões diárias de hemodiálise – que começaram no dia 3 de dezembro. “Ninguém pode prever o que vai acontecer nas próximas 12 ou 24 horas, mas a expectativa é que ele continue melhorando. Ele continua um paciente grave. Ninguém que está na UTI não está em risco de vida”, pontuou o médico Murilo Guimarães.

Evolução do internamento
Reginaldo Rossi está internado desde o dia 27 de novembro. No dia 4 de dezembro, um nódulo foi retirado da axila direita dele e submetido a biópsia. Na segunda (9) ,o cantor passou por um procedimento chamado toracocentese, que retirou dois litros de líquido acumulados entre a pleura e o pulmão.

O resultado da biópsia, divulgado na quarta (11), confirmou o diagnóstico de câncer no pulmão. Rossi respondeu mal à primeira sessão de quimioterapia, na tarde da quarta, e precisou de hemodiálise e remédio para controlar a pressão.

No final da manhã desta quinta, a pressão arterial normalizou, e o funcionamento dos rins e os exames laboratoriais também melhoraram. A quantidade de remédios para controlar a pressão foi reduzida. De acordo com o médico Jorge Pinho, a quimioterapia inclui duas drogas por três dias e pode prever seis a oito ciclos que podem se repetir de acordo com a resposta do paciente.

Nascido no Recife, o cantor e compositor conhecido como o “rei do brega” tem 69 anos. Entre seus maiores sucessos estão as músicas “Garçom”, “A raposa e as uvas”, “Em plena lua de mel” e “Leviana”. Nos dias 21 e 22 de novembro, se apresentou no Manhattan Café Teatro, na capital pernambucana.

Fonte: G1


Compartilhe:

Comentários: