Brasil é vice-campeão mundial em ranking de pirataria

Brasil fica na vice-liderança tanto na quantidade de IPs únicos que fazem downloads quanto no volume total de arquivos baixados

O Brasil é o vice-campeão mundial de pirataria. O país fica apenas atrás dos Estados Unidos quando o assunto são downloads feitos irregularmente. Os dados são de um estudo mundial referente ao ano de 2014, feito pela empresa de consultoria TrueOptik.

Segundo o estudo, que tenta avaliar uma forma de monetizar este público que tem acesso ao conteúdo sem desembolsar nenhuma quantia, o Brasil fica na vice-liderança tanto na quantidade de IPs únicos que fazem downloads quanto no volume total de arquivos baixados. Veja abaixo os rankings:

Endereços de IP únicos que fizeram downloads irregulares:

1º) Estados Unidos: 108,7 milhões
2º) Brasil: 71,2 milhões
3º) Reino Unido: 62,4 milhões
4º)Rússia: 52,5 milhões
5º) Índia: 38,7 milhões
6º) Itália: 36,5 milhões
7º) China: 36,0 milhões
8º) Austrália: 30,6 milhões
9º) França: 29,3 milhões
10º) Canadá: 27,5 milhões

Número total de downloads:

1º) Estados Unidos:2,1 bilhões
2º) Brasil:  1,2 bilhão
3º) Índia:  1,1 bilhão
4º) Austrália:  1,0 bilhão
5º) Reino Unido: 939,9 milhões
6º) Canadá: 704,1 milhões
7º) Filipinas: 578,0 milhões
8º) Rússia: 531,3 milhões
9º) Paquistão: 430,3 milhões
10º) Itália: 381,5 milhões

O estudo apresenta ainda chamada “demanda não-monetizada”, que é a soma dos valores dos produtos baixados pela internet de forma irregular, incluindo softwares, filmes, seriados, etc, e totalizam o faturamento que as empresas deixaram de arrecadar com a pirataria. Confira:

1º) Brasil: US$ 99,6 bilhões
2º) Índia: US$ 64,3 bilhões
3º) Estados Unidos: US$ 62,6 bilhões
4º) Itália: US$ 28,2 bilhões
5º) Reino Unido: US$ 27,3 bilhões
6º) Filipinas: US$ 24,8 bilhões
7º) Paquistão: US$ 19,2 bilhões
8º) Rússia: US$ 18,3 bilhões
9º) Turquia: US$ 17,9 bilhões
10º) Grécia: US$ 17,6 bilhões

Fonte: iBahia


Compartilhe:

Comentários: