Brasileiro desenvolve aplicativo capaz de narrar filme para cegos

Ferramenta acrescenta áudio descritivo às cenas; deficiente pode ouvir narração pelo celular

Um brasileiro desenvolveu um aplicativo que promete facilitar a vida de deficientes visuais que pretendem assistir filmes no cinema ou ir ao teatro. Trata-se do Whatscine, que ao ser conectado à rede Wi-Fi de cinemas e teatros, sincroniza um áudio que descreve o que está acontecendo na tela ou no palco com o espetáculo em andamento, fazendo com que o usuário possa ouvir a narração em seu celular.

Chamado de áudiodescrição, o recurso tem como objetivo colocar em áudio todos os detalhes que são vistos, com exceção dos diálogos. O resultado seria algo em torno de: “Dia ensolarado, porta se abre, rapaz de olhos azuis olha pela fresta”. O processo de adaptação envolve produtoras, estúdios de distribuição e os próprios diretores das obras em alguns casos. Recém-chegada ao Brasil, a ferramenta, criada em parceria com pesquisadores da Universidade Carlos III, em Madrid, Espanha, está disponível para os sistemas operacionais iOS (Apple) ou Android (Google).

Além de narrar filmes e peças, o app é capaz de ajudar também pessoas com limitações auditivas, via linguagem de sinais e também legendas descritivas, exibidos na tela. Este recurso, no entanto, só é possível em filmes. Aliás, duas produções brasileiras já foram sincronizadas com o Whatscine: ‘Praia do Futuro’, dirigido por Karim Ainouz e ‘Hoje Eu Quero Voltar Sozinho’, de Daniel Ribeiro.

O desenvolvimento do programa foi feito pelo brasileiro Luis Mauch. Segundo ele, na Espanha o aplicativo já ganhou força. “200 salas de cinema já oferecem o recurso e filmes de grandes

estúdios já são exibidos com o recurso do Whatscine“, disse em matéria publicada pela revista Veja. Gradativamente o aplicativo deve começar a se espalhar no Brasil. “Já fechamos parceria com a São Paulo Companhia de Dança para adaptar os espetáculos deles”.

Fonte: iBahia


Compartilhe:

Comentários: