Consumo de cafeína na gravidez está ligado ao nascimento de bebês com baixo peso

Foto: Aletia/Stock Photo

Pesquisa realizada com 60 mil gestações sugere ainda que a cafeína do café também pode aumentar o período gestacional

 Cafeína pode aumentar o tempo de gestação

Pesquisadores da Suécia descobriram que o consumo de cafeína durante a gravidez está ligado ao nascimento de bebês com baixo peso.

A pesquisa sugere ainda que a cafeína do café também pode aumentar o tempo de gestação.

Junto com nutrientes e oxigênio, a cafeína ultrapassa a barreira placentária, mas o desenvolvimento do embrião não expressa as enzimas necessárias para inativá-lo de forma eficiente. Atualmente, a OMS sugere um limite de 300 mg por dia durante a gestação, mas alguns países recomendam um limite de 200 mg.

Para investigar o impacto de cafeína na gestação em bebês, os pesquisadores usaram informações sobre a dieta da mãe e detalhes do nascimento coletados ao longo de dez anos. Após a exclusão de mulheres com condições médicas e relacionadas com a gravidez quase 60 mil gestações foram incluídas no estudo. Todas as fontes de cafeína foram monitoradas no estudo: café, chá, refrigerantes, bem como de alimentos, incluindo bolos contendo cacau e chocolate.

“Embora o consumo de cafeína esteja fortemente correlacionado com o tabagismo, que é conhecido por aumentar o risco de parto prematuro e de recém-nascidos com baixo peso. Neste estudo não encontramos associação entre a cafeína e o parto prematuro, mas nós encontramos uma associação entre a cafeína e bebês com baixo peso ao nascer. Esta associação permaneceu mesmo quando avaliamos apenas as mães não fumantes, o que implica que a cafeína em si também está tendo um efeito sobre o peso dos recém-nascidos”, explica Verena Sengpiel, da Sahlgrenska University Hospital.

Na verdade, eles descobriram que a cafeína de todas as fontes reduziu o peso dos bebês no nascimento. Para uma criança de peso médio esperado (3,6 kg) o que equivale a 21 a 28g perdidas por 100mg de cafeína por dia. Mas não foi apenas cafeína, mas a fonte de cafeína, que afetou os resultados da gravidez. Cafeína a partir de todas as fontes aumentou o tempo de gravidez em 5horas por 100 mg de cafeína por dia, mas o consumo de cafeína a partir de café foi associado com um período gestacional ainda maior, 8horas extras para cada 100 mg de cafeína por dia.

Fonte: R7.com


Compartilhe:

Comentários: