Correios libera distribuição de vagas por estado para concurso

Estados de São Paulo, Paraná e Rio de Janeiro concentram o maior número de vagas

Mesmo ainda sem divulgar o edital do seu concurso com mais de 2 mil vagas, a Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos liberou a distribuição de vagas da seleção por estado. A Folha Dirigida teve acesso  a parte do projeto básico do concurso, em que consta a distribuição preliminar das chances.

Os estados de São Paulo, Paraná e Rio de Janeiro concentram o maior número de vagas. A Bahia terá 18 oportunidades para operador, Pernambuco terá 23 vagas para operador, Santa Catarina 14 oportunidades para carteiro, o Distrito Federal terá 12 vagas para operador, o estado do Amazonas terá 11 vagas para carteiro, São Paulo vai oferecer 1.293 vagas entre carteiro e operador, Mato Grosso do Sul terá 5 vagas para carteiro,  Paraná 197 vagas distribuídas entre carteiro e operador, o estado do Rio de Janeiro terá 144 vagas distribuídas entre carteiro e operador, Minas Gerais vai oferecer 81 vagas entre carteiro e operador e Mato Grosso vai distribuir 43 oportunidades para carteiro e operador.

Ambas as funções são abertas a quem possui apenas o ensino médio completo. Para carteiro, os ganhos iniciais são de pelo menos R$2.592,46, enquanto que para operador, os iniciais são de, no mínimo, R$2.255,96. Os valores já incluem vale alimentação/refeição, Gratificação de Incentivo à Produção (GIP) e adicional de distribuição (apenas carteiro). Considerando-se diferentes benefícios e adicionais, os ganhos poderão chegar a R$3 mil aproximadamente.

Além das vagas imediatas, a seleção  vai iniciar a formação de cadastro de reserva. Em entrevista à Folha Dirigida,  o presidente dos Correios, Wagner Pinheiro,  afirmou que ao longo da validade do concurso serão chamados mais aprovados do que o previsto inicialmente, a exemplo do último concurso, de 2011, que apesar da oferta inicial de 7 mil vagas, resultou em 20 mil contratações. A seleção teve a validade estendida por força de uma liminar judicial. Outra decisão de Justiça também pode elevar o número de contratações no novo concurso. Segundo federações que representam os trabalhadores da empresa, a necessidade vai de 15 mil a 70 mil novos funcionários.

Provas

O concurso compreenderá provas objetivas (confira no quadro o programa previsto), teste de esforço físico e, por fim, exame médico admissional. De acordo com os Correios, a previsão de divulgação do edital é até o fim deste mês. O prazo, no entanto, não deverá ser cumprido uma vez que ainda não foi definida a organizadora da seleção. Apesar disso, a publicação não deve demorar, devendo acontecer logo após a contratação da organizadora, segundo uma fonte ligada à preparação do concurso.

Fonte: iBahia


Compartilhe:

Comentários: