Criança argentina morre e é a 2ª vítima de atropelamento de família em SC

Grupo sobreviveu a acidente, mas foi atropelado em acostamento.
Mulher morreu no local; menina de 5 anos morreu no hospital nesta sexta.

Grupo saiu ileso de acidente com o próprio carro, mas foi atropelado em seguida (Foto: PRF SC/Divulgação)

Uma menina de cinco anos, integrante da família argentina atropelada no acostamento da BR-282, em Chapecó, no Oeste catarinense, morreu no hospital na manhã desta sexta-feira (2). A mãe dela, de 39 anos, já havia falecido no local do acidente. Outros três familiares também foram atropelados pelo automóvel Corolla e ficaram feridos. Eles haviam sobrevivido a um primeiro acidente e aguardavam no acostamento quando foram atingidos pelo veículo.

O primeiro acidente ocorreu por volta de 12h20, no km 542,8 da BR-282. Os argentinos estavam em um carro Sandero com placas de Missiones, que aquaplanou, saiu da pista e caiu em um barranco. O automóvel era conduzido por um homem de 38 anos, que estava com a esposa, os dois filhos e a sogra, de 66 anos. Todos saíram ilesos do primeiro acidente, segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF).

Porém, em seguida, os cinco estavam aguardando ajuda no acostamento da rodovia quando, 20 minutos depois, um Corolla com placas de Cunha Porã, Oeste catarinense, também aquaplanou e acabou atropelando o grupo, como informou a PRF. Gabriela Fernanda Rodriguez Macena, de 39 anos, moradora de Missiones, morreu no local. O adolescente teve lesões leves e os outros tiveram ferimentos graves e foram encaminhados ao Hospital Regional do Oeste, em Chapecó.

No atropelamento, a menina Victoria Rocio Pereira, de 5 anos, foi arremessada por cerca de 15 metros e teve traumatismo craniano. Ela morreu na manhã desta sexta-feira (2). Seg undo o hospital, o pai dela e a avó seguem internados, mas não correm risco de morrer.

O motorista do Corolla, um homem de 39 anos, e outros dois passageiros que estavam no carro não ficaram feridos. Segundo a PRF, o condutor parou para prestar socorro.

Fonte:G1

 


Compartilhe:

Comentários: