Crianças ganham celular com 8 anos e o uso vira problema sério nas escolas

Segundo pesquisa, 100% das escolas já tiveram problemas com o uso inadequado do celular

Na América Latina, 60% das crianças ganham o primeiro celular aos 12 anos, mas no Brasil, a média de idade dos filhos que são presenteados com o aparelho é de 8 anos.

Em uma pesquisa realizada pelo Instituto iStart, 100% das escolas ouvidas alegaram já ter passado por incidentes envolvendo o uso inadequado de celular entre alunos.

Todas também afirmam que a grande maioria ou todos os alunos da escola têm o aplicativo de troca de mensagens WhatsApp e que já tiveram problemas com alunos que tiraram fotos dos colegas e compartilharam em redes sociais.

De acordo com o estudo, os incidentes mais comuns são: cyberbullying (75%), distração, dispersão e interferência no andamento da aula por conta do manuseio do celular (56,25%) e a exposição de intimidade com o compartilhamento de imagens íntimas de menores de idade (31,25%).

Patricia Peck Pinheiro, advogada especialista em Direito Digital e fundadora do Instituto iStart, destaca o poder que os celulares têm e recomenda: “Os pais devem alertar seus filhos sobre os riscos. Pelo Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA)‎, a criança, que é o menor até 12 anos incompletos, não pode ficar desacompanha de um adulto, seja em casa, na rua tradicional ou na internet. Sempre tem que haver um adulto responsável supervisionando e assistindo.”

Fonte: Tribuna da Bahia


Compartilhe:

Comentários: