Detran inicia ações do Movimento Maio Amarelo

Elevador Lacerda será iluminado para apoiar campanha

Na manhã de ontem, 7, o Departamento Estadual de Trânsito (Detran) lançou oficialmente a carta de intenções para as entidades que participarão do Maio Amarelo. Ao todo serão mais de 60 instituições que apóiam a causa, e que vão assumir o compromisso de divulgar o movimento, promovendo ações de conscientização – a exemplo de programação com debates, discussões, e promoção do site – durante todo o mês de maio.

O movimento, que tem alcance mundial e é se soma à outras propostas de conscientização com uso simbólico de cores – como faz o Outubro Rosa e o Novembro Azul –, já é coordenado pelo poder público desde 2011, e também uma causa aderida por 18 países. Na Bahia, o Detran assumiu a ponta do programa, como principal fomentador do Maio Amarelo, porém, o diretor geral Maurício Bacellar explica que a ação de levar a mensagem de paz no trânsito deve ser difundida por todas as entidades.

“Espalhados em todas as nossas sedes em toda a Bahia, nós iremos convocar a população para essas discussões, e fazer campanhas para políticas públicas de prevenção aos acidentes de trânsito”, explicou Bacellar. O “amarelo”, escolhido como cor modelo para a campanha, leva junto o slogan “atenção para a vida”, associando o movimento às placas de trânsito.

A programação do mês tem um caráter educativo. Entre as ações, está a distribuição de um folheto com uma série de medidas preventivas que ajuda o pedestre e ao condutor a agir de forma responsável no trânsito, a fim de evitar acidentes. “Esperamos que nos próximos anos, com um trabalho de conscientização bem feito, possamos estar aqui comemorando a redução dos altos índices de acidentes”, afirmou o diretor-geral.

Uma das instituições que apóiam a iniciativa é o Sindicato das Empresas de Seguros Privados, Resseguros, Providência Complementar e Vida, Saúde Suplementar e Capitalização (Sindseg – BA/SE/TO), que compareceu a cerimônia de assinatura através do seu vice-presidente Paul Douglas Canarin, que fez uma análise da atual situação em que se encontra a Bahia, em relação ao montante de acidentes de trânsito.

Segundo ele, o Sindseg está dando apoio completo à iniciativa, disseminando o movimento com todos os seus agregados, sendo seguradoras, corretores e funcionários das empresas associadas, através de recursos tecnológicos e informativos.

“Estamos reparando um aumento substancial no Brasil como um todo, e na Bahia em particular. Então temos um aumento envolvendo motociclistas, veículos, trazendo danos físicos e materiais enormes à população. E usando toda a parte pública, no que se refere ao SUS, aos hospitais. Essa iniciativa de hoje vem para neutralizar, ou diminuir esses impactos na máquina pública”, analisou Canarin.

As entidades que aderiram ao discurso de paz pelas vias de trânsito são dos mais diversos segmentos, inclusive do religioso. Por isso, representando a arquidiocese de Salvador, o arcebispo da capital baiana e primaz do Brasil, Dom Murilo Krieger, também esteve presente no evento. Krieger enfatizou o fato da Igreja Católica trabalhar com pessoas, e priorizar a vida dessas pessoas, acima de tudo.

“Os problemas do trânsito não é apenas do governo, mas da sociedade. E tudo aquilo que diz respeito à sociedade interessa à Igreja, pois a Igreja trabalha com as pessoas. Não são apenas pessoas que vão rezar. São pessoas que caminham, precisam se deslocar, então, tendo a Igreja, atingindo tantas pessoas, pode dar uma boa colaboração, tendo a consciência que nós teremos o trânsito que nós construímos”, salientou Dom Murilo.

Elevador Lacerda será iluminado para apoiar campanha 

Como forma de apoiar a campanha Maio Amarelo, que visa promover a conscientização sobre a segurança no trânsito, a Prefeitura, por meio da Secretaria Municipal de Ordem Pública (Semob), irá utilizar a cor amarela na iluminação cênica do Elevador Lacerda de hoje (8) até o dia 31 deste mês. Com inspiração em movimentos como o Outubro Rosa, que aborda a temática do câncer de mama, o Maio Amarelo tem por objetivo contribuir para a diminuição dos índices de mortos e feridos no trânsito.

Mortes no trânsito

O Maio Amarelo teve início após a Assembleia-Geral das Nações Unidas editar, em março de 2010, uma resolução definindo o período de 2011 à 2020 como a “Décadas de Ações para Segurança no Trânsito”. O documento foi elaborado com base em um estudo da Organização Mundial de Saúde (OMS) que havia contabilizado um montante aproximado de 1,3 milhão de mortes por acidentes de trânsito em 178 países.

O Brasil é o quinto país do mundo com mais mortes provocadas por acidentes de trânsito. Em Salvador, apenas no ano de 2014 foram registrados 5.541 acidentes, tendo feito 6.488 vítimas não-fatais e ocasionando 199 mortes.

Medidas que podem evitar acidentes

– Use o cinto de segurança e não esqueça da cadeirinha infantil;
– Respeite os limites de velocidade que estão presentes na sinalização das vias;
– Esteja sempre em dia com os equipamentos de segurança do seu carro (placa veicular, extintor de incêndio, cinto de segurança, estepe; triângulo sinalizador; chave de roda; macaco hidráulico);
– Não saia de casa sem a carteira de habilitação e o documento do veículo;
– Se beber, nunca dirija. Vá de táxi, ônibus ou metrô;
– Motociclista precisa estar sempre com seu capacete regularizado;
– Seja educado e dê passagem na faixa de pedestres;
– Não estacione em ciclovias;
– Se for viajar, não deixe de fazer a revisão do veículo;
– Se tiver algum aborrecimento no trânsito, releve e siga em paz.

Fonte: Tribuna da Bahia


Compartilhe:

Comentários: