Doações de sangue ao Hemorio caíram 30% em dezembro, diz instituto

O Hemocentro lançou o aplicativo Doe Sangue, que alerta o doador, informa e convoca para doações (Marcelo Camargo/Agência Brasil)

As festividades de fim de ano e os meses de férias são ocasiões que não favorecem os bancos de sangue. No Rio de Janeiro, o Instituto Estadual de Hematologia (Hemorio) já sofre com uma queda nas doações de 30% em relação ao mês de novembro. Segundo informações do órgão, os estoques não estão em situação confortável, e a tendência é que, nos próximos meses, até depois do Carnaval, a queda nas doações chegue a 70%, número considerado como situação crítica para o hemocentro.

Segundo o Hemorio, que atende a cerca de 200 hospitais no estado, com a chegada das férias, as pessoas deixam de doar sangue devido às viagens. Esse fato se configura como o principal problema para o banco de sangue. Ao mesmo tempo, com a redução de doadores nesta época, o Hemorio precisa atender a um número maior de pessoas nos hospitais, que ficam sobrecarregados devido aos acidentes que ocorrem na cidade e nas estradas, no período.

Para as comemorações da virada do ano, o Hemorio está preparado para o caso de haver alguma situação de emergência. No dia 31, são preenchidos os estoques de sangue dos hospitais atendidos pelo órgão para se prevenir para situações urgentes que possam ocorrer durante as comemorações.

Uma das ferramentas utilizadas pelo Hemorio para facilitar a doação de sangue é o Twitter. De acordo com o chefe de Comunicação da instituição, Marcos Araújo, a parceria é inédita no mundo e o hemocentro do Rio foi o primeiro banco de sangue a utilizar o tweet alert para doações sanguíneas.

“O próprio Twitter nos ofereceu a utilização dessa plataforma em uma reunião feita nos Estados Unidos. Qualquer pessoa que seguir o Hemorio e clicar no sino de alerta está automaticamente incluída para receber, antes de todos, [o alerta] que estamos precisando de ajuda”, explicou.

Segundo Araújo, há projetos em andamento para que, no próximo ano, o hemocentro consiga lançar um aplicativo para plataforma mobile no qual as pessoas poderão se cadastrar e receber avisos como torpedos SMS com informações da necessidade de doações de sangue.

O recebimento de doações continua normalmente até a véspera do réveillon e o Hemorio pede que toda a população com boas condições de saúde compareça aos postos de atendimento para doar durante este período. As atividades param em 1º de janeiro, único dia do ano no qual o hemocentro não funciona, e voltam na sexta-feira (2), das 7h às 18h.

Para doar é preciso ter entre 16 e 69 anos. Quem tem entre 16 e 17 anos precisa de autorização dos pais ou responsáveis legais. No site do Hemorio há também recomendações quanto ao peso, à ingestão de alimentos, entre outras. Quem quiser saber mais sobre os critérios de doação e horários de funcionamento deve acessar a página do instituto ou ligar nos telefones (21) 2505-0750 e (21) 2505-6750.

Fonte: Agência Brasil


Compartilhe:

Comentários: