Doença ‘misteriosa’ atinge mais um preso em Cruzeiro do Sul, no AC

Dois presos já morreram este ano vítimas de doença desconhecida.
Detento foi encaminhado em estado grave para hospital em Rio Branco.

Keli Gomes foi internado reclamando de dores no corpo e dormência nas pernas (Foto: Glaiciane Rocha/Arquivo pessoal )Um presidiário da Unidade Penitenciária Manoel Néri da Silva, em Cruzeiro do Sul(AC) foi transferido em estado grave no sábado (7) para o Hospital de Urgência e Emergência de Rio Branco (Huerb) apresentando os mesmos sintomas de uma doença desconhecida, que causou recentemente a morte de dois detentos da mesma unidade.

Keli Gomes de Souza, de 27 anos, foi levado ao Pronto-Socorro de Cruzeiro do Sul reclamando de dores no corpo e dormência nas pernas. Segundo a família, após ser avaliado, o jovem foi internado e encaminhado com urgência para ser avaliado por um neurologista e passar por exames mais aprofundados na capital do estado.

“Ele disse que estava com dores na cabeça e nas pernas quando desmaiou e já acordou no Pronto-Socorro. Teve também um princípio de parada respiratória, mas os médicos conseguiram reanimá-lo”, relata Glaiciane Rocha Matos, esposa do presidiário.

Em Rio Branco o paciente está acompanhado do pai, Osmarino Lagos de Souza. “A situação do meu filho hoje é estável, os médicos pediram vários exames para ver se conseguem descobrir a doença. Agora a gente está tratando de um caso que ninguém ainda tem uma resposta e eu estou bastante preocupado, devido às mortes que já aconteceram. Não se trata de uma epidemia na região, as ocorrências são dentro do presídio, o problema está lá, alguma bactéria ou vírus. A sociedade precisa de uma resposta estamos falando de indivíduos que cometeram algum delito, mas também são seres humanos que têm família”, ressalta.

No início do mês do novembro, o reeducando Daniel Souza da Silva, de 24 anos, morreu na UTI do mesmo hospital. Ele também havia sido transferido de Cruzeiro do Sul com os membros inferiores paralisados. No dia 24 de outubro o interno Paulo Santos da Rocha de apenas 20 anos, faleceu durante um voo que o levaria para Rio Branco onde seria tratado da mesma doença.

Segundo a direção do presídio, o interno Keli Gomes de Souza não teve contato com as outras duas vítimas da doença que ocupavam celas em pavilhões diferentes.

Técnicos do Ministério da Saúde e da Vigilância Epidemiológica Estadual estiveram em Cruzeiro do Sul levantando as informações que podem ajudar no diagnóstico. Materiais coletados dos corpos dos dois presidiários mortos foram enviados para análise no Instituto Carlos Chagas em Belém (PA).

Fonte: G1


Compartilhe:

Comentários: