Especialista dá dicas de como passear com segurança em locais públicos

Praças, praias, clubes e shoppings são os principais lugares que as pessoas procuram para se divertirEstá chegando o final de semana e os parques, praças, praias, clubes e shoppings são os principais lugares que as famílias procuram para se divertir. Geralmente esses lugares ficam cheios e se tornam alvo de ladrões e de pessoas mal intencionadas.

O especialista em segurança e também gerente geral de operações do Gruopo GR, Samuel Washington, preparou algumas dicas para evitar essas situações em lugares cheios e poder aproveitar o passeio em família:

— Evite andar por ruas, calçadões e praças mal iluminadas ou em horário muito avançado, principalmente em locais desconhecidos, pois estes são os pontos preferidos pelos meliantes que se aproveitam das condições para atacar suas vítimas.

— Caso precise pedir informações, procure alguém autorizado ou dirija-se a um balcão de informações.

— Não peça ajuda ou informações para pessoas estranhas, procure se informar sobre o local visitado com gente de confiança (recepção dos hotéis ou dono do imóvel locado) antes de sair.

— Não reaja durante um assalto. Mantenha-se calmo(a), por mais difícil que possa ser.

— Lembre-se de que o assaltante está atrás do dinheiro ou pertence de valor e costuma atirar somente quando fica assustado ou acuado, principalmente diante de uma reação da vítima.

— Evite falar de assuntos importantes perto de pessoas estranhas, principalmente se envolver valores.

— Não deixe sua carteira, celular ou outros pertences sobre a mesa ou cadeira.

— Não entre em lojas muito cheias, procure fazer compras em horário de menor movimento, isso vale também para ida ao banco.

-Não deixe a bolsa, carteira ou pacotes em locais abertos ao público sem a devida vigilância.

— Se estiver com crianças: alerta dobrado! Elas costumam ficar impacientes enquanto esperam e a qualquer descuido do responsável elas podem se perder ou mesmo serem sequestradas.

Dicas especiais para segurança com as crianças:

— Normalmente, as crianças não sabem passar informações para ajudar a encontrar seus responsáveis. Por isso, o ideal é que elas tenham uma identificação, como pulseiras ou etiquetas pregadas na roupa com o nome, endereço e telefone dos pais.

— Na praia, mostre para as crianças referências fixas de onde a família está instalada, como uma placa, uma barraca ou um prédio diferenciado.

— É recomendável que os pais orientem seus filhos para que eles nunca acompanhem estranhos ou aceitem doces e presentes.

— Não é recomendável que crianças carreguem celulares ou câmeras digitais sozinhas para não atrair a ação de criminosos.

— A criança deve ser orientada também a reconhecer e buscar ajuda com policiais, casos se sintam perdidas ou assustadas.

— Se a criança se perder em eventos, shopping ou parques, a primeira coisa a ser feita pelo responsável é sempre procurar pela administração ou segurança local.

— Nas praias, no caso da criança se perder, é importante buscar ajuda com o salva-vidas ou o corpo de bombeiros.

— Na maioria dos casos, a prevenção é a melhor solução. Andar de mãos dadas com a criança durante o passeio é uma ótima opção. Desta forma, não é possível perdê-la de vista.

Fonte: Tribuna da Bahia


Compartilhe:

Comentários: