Estátua de Jorge Amado é removida para restauração em Itabuna

O monumento também passou por perícia para determinar se foi alvo de pedras e tiros

 

A estátua do escritor Jorge Amado que havia sido depredada no município de Itabuna, Sul baiano, foi removida na tarde desta terça-feira (29), por volta das 17h. De acordo com a Fundação Itabunense de Cultura e Cidadania (FICC), o monumento, que é oco, foi retirado para ser preenchido por cimento e submetido a um banho de metal com bronze para se tornar mais resistente.

De acordo com a FICC, a estátua está com pelo menos seis buracos desde o início do ano, quando algumas pessoas apedrejaram a obra de arte. A estátua foi criada pelo artista plástico Lavrud Durval em homenagem ao centenário do escritor e foi instalada às margens da BR-415 – acesso ao bairro de Farradas, onde Jorge Amado nasceu.

Durval chegou a informar que o monumento foi danificado por tiros, além das pedras, após ouvir o depoimento de populares. A informação, contudo, é desmentida pelo presidente da FICC, Roberto José da Silva, que se baseia em informações passadas por moradores da região. A estátua foi submetida a perícia no último sábado (26), que deverá indicar oficialmente o que causou a depredação.

A remoção da obra estava prevista para ser realizada durante este fim de semana, mas foi atrasada devido à necessidade de orçar os materiais que serão empregados em sua restauração.

Fonte: iBahia


Compartilhe:

Comentários: