França pode vender Monalisa para pagar dívidas

País europeu quer quitar dívida externa e interna, que é superior a R$ 4 trilhões

Uma das obras mais famosas do mundo pode ser vendida para ajudar a quitar as dívidas da França. A Monalisa, de Leonardo da Vinci, que fica exposta no Museu do Louvre, em Paris, deve ser repassada para salvar o país europeu, que possui uma dívida muito alta.

De acordo com informações do Daily Mail, a obra chegou a ser avaliada em 1963 e, à época, custava US$ 100 milhões, o equivalente a cerca de R$ 223 milhões. A cada ano, a obra de arte fica ainda mais valorizada. Atualmente a pintura francesa é considerada de “valor inestimável” e foi apontada pelo Guiness Book como o quadro que possui o seguro mais caro do mundo.

A venda da obra serviria para salvar a França, que tem uma dívida externa e interna avaliada em US$ 2 trilhões, que equivale a mais de R$ 4 trilhões.

A venda da Monalisa ainda não foi confirmada oficialmente pelas autoridades francesas, mas a imprensa europeia já dá como certa a transação.

Fonte: Correio da Bahia


Compartilhe:

Comentários: