Francisco afirma estar ‘aberto a sugestões’ para reformar o papado

Papa publicou ‘Evangelii Gaudium’, sua primeira Exortação Apostólica.
Ele disse almejar um ministério mais fiel ao sentido desejado por Jesus.

O Papa Francisco nesta segunda-feira (25) no Vaticano (Foto: AFP)

O Papa Francisco reconheceu nesta terça-feira (26), em sua primeira Exortação Apostólica, que está “aberto a sugestões” para reformar o papado. Ele convidou a Igreja Católica a realizar uma “reforma profunda” de suas estruturas.

“Cabe a mim, como Bispo de Roma, estar aberto às sugestões que se orientem a um exercício de meu ministério que o torne mais fiel ao sentido que Jesus Cristo lhe quis dar e às necessidades atuais da evangelização”, escreveu o Papa no documento, chamado de “Evangelii Gaudium” (“A Alegria do Evangelho”).

Muçulmanas
No texto, o pontífice argentino também “suplicou” aos Estados muçulmanos que garantam a liberdade religiosa aos cristãos, “‘levando em conta a liberdade gozada pelos islâmicos nos países ocidentais”.

A declaração ocorre sete anos após a tensão no mundo muçulmano causada pelas declarações do então Papa Bento XVI em Regensburg (Alemanha) relacionando o Islã à violência.

O Papa Francisco se mostrou preocupado com os “episódios de fundamentalismo violento”, mas também clamou pelo fim das “odiosas generalizações”, “porque o verdadeiro Islã (…) se opõe à toda violência”.

Exclusão social
Ele advertiu que a desigualdade e a exclusão social “geram violência” no mundo e podem provocar “uma explosão”.

“Até que não se revertam a exclusão e a iniquidade dentro de uma sociedade e entre os distintos povos será impossível erradicar a violência”, escreveu.

Fonte: G1


Compartilhe:

Comentários: