Homem dado como morto já caminha e fala no hospital

Dado como morto dentro do Hospital Menandro de Faria, Valdelúcio de Oliveira, 54 anos, está mais vivo do que nunca.

Há uma semana, ele estava dentro de um saco para defuntos, com tampões de algodão no nariz e nas orelhas.

Nesta segunda-feira (1º), já caminhava e conversava dentro do Hospital Santo Antônio. Dado como morto dentro do Hospital Menandro de Faria, em Lauro de Freitas, Valdelúcio de Oliveira, 54 anos, está mais vivo do que nunca.

Tanto a assessoria de comunicação das Obras Sociais Irmã Dulce (Osid) e a família informaram que o paciente se recupera bem.

“Ele está ótimo! Ainda fala com um pouco de dificuldade. Mas tá fazendo fisioterapia e semana que vem começa a radioterapia”, disse a tia, Áurea Gonçalves.

Na madrugada de 25 de agosto, Valdelúcio foi declarado morto por uma médica e, duas horas depois, encontrado vivo no necrotério.

A Secretaria Estadual de Saúde e o Conselho Regional de Medicina investigam o caso.

Fonte: Correio da Bahia


Compartilhe:

Comentários: