Homem mata casal por ciúmes e é preso após bater carro durante fuga

Crime aconteceu em um bairro da zona rural de Pratânia, SP.
Suspeito teria tido um relacionamento com a vítima, segundo parentes.

Crime aconteceu durante uma festa em um chácara  (Foto: Reprodução / TV TEM)

Um casal de namorados foi morto a tiros neste fim de semana em um bairro rural de Pratânia(SP). O crime aconteceu em uma festa em uma chácara e, segundo o que testemunhas disseram à polícia, teria sido motivado por ciúmes.

De acordo com o boletim de ocorrência, João Alberto Mathias, de 62 anos, chegou ao local de carro e efetuou quatro disparos contra o casal de namorados. Ademir Mathias, de 29 anos, que tem o mesmo sobrenome do atirador, mas nenhum parentesco com ele, morreu  no local.

Sueli Aparecida Pereira foi levada ao Hospital das Clínicas, mas chegou sem vida. Segundo parentes das vítimas, Sueli teve um relacionamento com João Alberto Mathias durante 9 anos, mas estavam separados há alguns meses.

“Nós achamos que eram rojões, mas nós só fomos perceber que o senhor estava armando quando o rapaz já estava caído no chão e todo mundo então ficou desesperado e saiu correndo. A outra vítima também saiu correndo, só que ele foi atrás e atirou nela”, conta uma testemunha do crime, que preferiu não ser identificada.

Após os disparos, o suspeito fugiu do local. A Polícia Militar foi acionada e perseguiu o carro de João Alberto. Ele perdeu o controle do veículo e bateu na porta de uma loja. Dentro do carro foram encontradas três cápsulas de revólver calibre 38. A arma foi apreendida pela polícia.

Ainda de acordo com polícia, João Alberto Mathias tem outras passagens por contrabando e porte ilegal de arma e agora deve responder por duplo homicídio, entre outros crimes.

“Trata-se de um duplo homicídio com características graves, qualificado, resistência porque ele não obedeceu à voz de prisão e também o porte ilegal, uma vez que a arma utilizada no crime está com númeração raspada”, afirma o delegado Geraldo Franco Pires, da Delegacia de Investigações Gerais.

Fonte: G1


Compartilhe:

Comentários: