Indiana é presa em banheiro por 3 anos por ter dado à luz a uma menina

Mulher não consegue abrir os olhos sob a luz do sol e está inconsolável por sua filha não tê-la reconhecido

Uma mulher viveu por três anos trancada em um banheiro, banida de ver sua filha, por ter dado à luz uma menina. O caso aconteceu em Patna, na Índia, e agora a mulher, de 25 anos, não consegue abrir os olhos sob a luz do sol.

A indiana foi encontrada pela polícia com unhas imensas e roupas rasgadas. Ela está inconsolável desde então por não ter sido reconhecida pela filha. A polícia recebeu uma denúncia do pai da vítima, segundo o jornal International Business Times.  A mulher foi torturada constantemente desde seu casamento, em 2010, principalmente por não ter oferecido um grande dote ao noivo. Ela foi aprisionada quando deu à luz a uma menina como primeira filha.

“Ela foi impedida de ver sua filha e recebia sobras de comida irregularmente. Era como se estivesse sendo punida por não trazer um grande dote e por ter tido uma menina. Ela nunca teve permissão de visitar os pais. Quando seus parentes iam à cidade para visitá-la, eles eram dissuadidos a irem embora ou apenas enxotados”, contou o chefe de polícia Seema Kumari.

O uso de dote se tornou ilegal na Índia desde 1981, mas muitos mantiveram a prática, podendo ser uma razão para famílias darem prioridade a filhos homens ao invés de mulheres.

O marido da vítima, Prabhat Kumar Singh foi levado em custódia e seus pais serão interrogados. A família da mulher levantará um processo contra eles.

Fonte: Correio da Bahia


Compartilhe:

Comentários: