Inverno e praia são uma combinação que pode colocar sua vida em risco

Ir a praia, um dos programas  favoritos dos turistas e baianos, requer o dobro de cuidados com a chegada do inverno. Com correntes mais fortes, o banho de mar passa a ser um perigo, principalmente pelos visitantes que não conhecem a região. Segundo a Salvamar, só na primeira semana dos jogos da Copa do Mundo em Salvador, foram realizados 17 salvamentos nas principais praias da capital.

A maior parte dos afogamentos aconteceu com turistas estrangeiros. As águas das praias de Salvador com temperatura agradável medindo em torno de 18º graus favorece ao banho e também aumenta os riscos para quem não conhece os trechos, segundo informou  Geraldo Costa Junior, vice-presidente, da Associação Baiana de Salvamento Aquático e salva-vidas na Salvamar.

Costa destacou que do inicio dos jogos da Copa até ontem, a equipe da Salvamar realizou os salvamentos nos trechos  da  Barra e Cristo, no período, das  8h às 20h. Além disso, foram feitos 72 atendimentos de prevenção (orientação ao banhista) e nove salvamentos nas praias do Jardim de Alah e Aleluia no mesmo  período.

 “Nós não temos inverno aqui em Salvador, só chuvas. Então, um dos principais lazeres e atrativos para os turistas e população local são as praias.   As nossas águas são quentes, e isso é um grande atrativo para os turistas acostumados com o frio. Muitos não conhecem as praias e costumam  entrar na água em grupos aumentando ainda mais  o risco”.

Para suprir a demanda, em dias de jogos, cerca de 15 salva-vidas são distribuídos pela região do Dique do Tororó. Já no Farol da Barra, onde são exibidas as partidas,  um efetivo de oito profissionais atuam no local.

As praias consideradas mais perigosas são: Jardim de  Alah, Farol de Itapuã e Piatã. A segunda mais perigosa é a praia de Jaguaribe, seguida de Stella Maris e Praia do Flamengo.

Cuidados

Costa explica que no inverno, costuma existir muita corrente de retorno com volume, e a  maré facilmente acaba puxando os banhistas, por isso ele alerta que é importante que os visitantes busquem informações sobre as condições do mar  antes de entrar na água.

Outra recomendação é para as crianças. Os pais devem prestar muita atenção já que a maré puxa a areia para ela e as crianças não tem a mesma resistência dos adultos para suportá-la.

Fonte: Tribuna da Bahia


Compartilhe:

Comentários: