Mais de 176 mil candidatos já se inscreveram no Sisutec, diz MEC

Inscrições vão até as 23h59 da próxima segunda-feira (12).
Estão em disputa quase 240 mil vagas em cursos técnicos.

Mais de 176 mil pessoas se inscreveram para a primeira edição da Seleção Unificada da Educação Profissional e Tecnológica (Sisutec) entre a manhã de terça-feira (6) e as 19h desta quarta-feira (7). O balanço parcial foi divulgado na noite desta quarta pelo Ministério da Educação. Os candidatos vão concorrer a 239.792 vagas gratuitas oferecidas pelo governo em cursos técnicos em diversas áreas. As inscrições terminam às 23h50 da próxima segunda-feira (12) e cada candidato pode fazer duas opções de cursos.

As inscrições terminam às 23h50 da próxima segunda-feira (12) e cada candidato pode fazer duas opções de cursos. Para a seleção, o MEC usará a nota do estudante no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2012. Quem cursou o ensino médio completo em escola pública (ou em escola particular com bolsa integral) terá prioridade na ocupação de 85% das vagas oferecidas.

O resultado da primeira das duas chamadas será divulgado no próximo dia 14 de agosto. A matrícula deve ser feita nos dias 15 e 16. O resultado da segunda convocação está previsto para o dia 19, com matrícula no dia 20. O processo seletivo será aberto duas vezes por ano, como no Sistema de Seleção Unificada (Sisu), que seleciona estudantes para o ensino superior.

Cotas raciais e sociais
A seleção para cursos técnicos adotará cotas de acordo com raça, renda familiar e rede frequentada no ensino médio. De acordo com o MEC, 85% de todas as vagas oferecidas na próxima edição do Sisutec serão reservadas para estudantes que cursaram o ensino médio em escola pública ou na rede particular com bolsa integral.

Além disso, 50% de todas as vagas oferecidas nas instituições federais de ensino também serão reservadas. Nesse caso, poderão concorrer a essa cota os estudantes com renda familiar per capita de até um salário mínimo e meio que estudaram na rede pública ou foram bolsistas integrais na rede particular.

As cotas raciais do Sisutec estão atreladas à rede de ensino onde o candidato terminou o ensino médio, segundo o edital. Nas instituições federais, nas vagas destinadas a negros, pardos e indígenas, será reservado um percentual correspondente à porcentagem da população preta, parda e indígena no Unidade Federativa do município onde a vaga é oferecida, segundo o Censo mais recente. Por exemplo, em um município onde há 100 pessoas, e cinco são negras, pardas ou indígenas, caso haja 20 vagas para um determinado curso, quatro delas serão destinadas às cotas.

Haverá dois tipos de cotas raciais: uma é específica para estudantes que fizeram o ensino médio na rede pública, ou como bolsista integral na rede particular, desde que tenham renda familiar per capita de até um salário mínimo e meio. A outra exige que os estudantes interessados na cota racial tenham cursado a rede pública ou tenham tido bolsa integral na rede privada, mas não atrela a participação à renda familiar.

As demais vagas que não se encaixarem nas quatro categorias de cotas serão de ampla concorrência.

Fonte: G1

Ilustração: Imagem


Compartilhe:

Comentários: