Mais de 500 mil não conseguiram ainda renovar crédito estudantil

Governo garante que todos os estudantes terão os contratos renovados. Inscrições para o Fies terminam em nove dias.

A nove dias para terminar as inscrições para o Fies, pelo menos meio milhão estudantes não conseguiram renovar o crédito estudantil. Estudantes ainda sem saber como vão pagar a faculdade. E esses são estudantes que já estão no meio do curso, e passam o dia inteiro na frente do computador tentando renovar a matrícula, mas recebem uma mensagem de que o processo de renovação ainda não começou. As inscrições para o Fies terminam em nove dias. O governo garante que todos os estudantes terão os contratos renovados.

O Fies tem 1,9 milhão de contratos ativos. Desde que as inscrições foram reabertas, no dia 23 de fevereiro, 1,4 milhão de contratos foram renovados. Faltam ainda 500 mil.

O de Heloysa Viana está entre eles. Estudante de fisioterapia em uma faculdade particular de Brasília, há três semanas ela tenta fazer a renovação do Fies, mas a mensagem que aparece é que a inscrição não foi iniciada pelo protocolo da faculdade. “A gente não sabe, porque cada lado diz uma coisa e a gente acaba sendo jogado de um lado para o outro”, afirma a estudante.

Lorrany Miranda, colega de turma da Heloysa, enfrenta o mesmo problema e está preocupada com a possibilidade de não conseguir renovar o financiamento. “Vou ter que trancar a faculdade, porque eu não tenho condição de pagar a mensalidade”, diz.

O Ministério da Educação garante que as matriculas referentes a todos os contratos antigos vão ser renovadas, mas os estudantes que tentam se inscrever no programa pela primeira vez também encontram restrições.

Emily Carvalho pretendia cursar biomedicina pelo Fies. Tentou a inscrição por um mês. Quando finalmente conseguiu entrar no sistema, não havia mais vagas disponíveis para o curso. Ela desistiu, pediu ajuda aos pais para pagar a faculdade e responsabiliza o sistema de inscrição pelas várias tentativas sem sucesso. “Eu acredito que teria conseguido se o site tivesse funcionando como deveria, adequadamente”, ressalta.

O governo diz que errou ao deixar o controle das matrículas do Fies para o setor privado e por isso mudou os critérios do programa no fim do ano passado. Para ter direito ao financiamento, o Ministério da Educação passou a exigir uma nota mínima no Enem de 450 pontos e o candidato não pode tirar zero na redação. O MEC estabeleceu ainda um teto de 6,4% para o reajuste das mensalidades de cursos financiados pelo programa.

A Associação Brasileira das Mantenedoras de Ensino Superior – que representa as faculdades particulares do país – está revendo a estimativa de novas adesões. De acordo com a associação, havia a expectativa de que nesse semestre 500 mil alunos entrariam na faculdade pelo Fies. A nove dias do fim das inscrições, foram feitos cerca de 230 mil novos contratos de financiamento.

O Ministério da Educação disse que, antes de fazer a inscrição, o candidato deve consultar se há vaga no curso da instituição onde quer estudar. Já a Associação das Mantenedoras afirma que estudantes que conseguiram fazer o chamado aditamento preliminar não estão com o financiamento garantido e é preciso a validação do MEC.

Fonte: G1 / Bom dia Brasil


Compartilhe:

Comentários: