Marinheiro acha carteira com R$ 40 mil e devolve ao dono no litoral de SP

Exemplo de honestidade foi na última quinta-feira (4) em São Sebastião.
Após achar carteira, homem procurou nome do dono pela internet e o avisou.

Marinheiro de São Sebastião acha carteira com R$ 40 mil e devolve ao dono (Foto: Arquivo Pessoal/ Oziel Garcez)

Um marinheiro da balsa de São Sebastião, no litoral norte de São Paulo, encontrou uma carteira com cerca de R$ 40 mil, procurou o nome do dono pela internet e devolveu o dinheiro e os documentos para ele. O exemplo de honestidade do marinheiro aconteceu na última quinta-feira (4), quando Oziel Garcez, de 36 anos, encontrou a carteira caída no bolsão de embarque para a balsa.

“Eu pago aluguel, meu único veículo de transporte é uma bicicleta e atualmente só eu estou trabalhando em casa, já que minha mulher está desempregada, mas o dinheiro não era meu. Só fiz o que era certo”, afirmou.

Oziel encontrou a carteira perdida por volta das 6h da última quinta-feira, quando estava saindo do trabalho. Ele disse que percebeu o objeto no chão onde os motoristas aguardam para entrar na balsa, mas a embarcação já havia partido e não havia mais ninguém no local. Ele decidiu então pegar a carteira e verificar se encontrava o dono posteriormente.

“Ao chegar em minha casa, eu verifiquei que na carteira tinha dois cheques de R$ 20 mil e cerca de R$ 90 em dinheiro, com cartões de crédito e com minha esposa decidi procurar pelo dono. Procuramos o nome dele pela internet e conseguimos encontrar um telefone dele”, disse.

Oziel e a esposa ligaram para o dono da carteira que, segundo o marinheiro, já estava no posto do Poupatempo em Caraguatatuba fazendo o cancelamento dos documentos que havia perdido. O marinheiro e o dono da carteira se encontraram no mesmo dia na casa de Oziel, no bairro Topolândia, e os pertences foram devolvidos ao proprietário.

“Ele ficou muito feliz, me abraçou, agradeceu muito e disse que nem percebeu quando a carteira caiu. Ele ficou muito surpreso porque hoje é difícil encontrar pessoas agindo assim”.

Com a boa ação, o marinheiro Oziel espera influenciar outras pessoas. “Meus pais passaram essa educação para mim e eu sempre segui. Tenho um filho de seis anos e ensino as coisas que são certas para que ele siga esse exemplo futuramente”, afirmou.

Fonte: G1


Compartilhe:

Comentários: